PEC dos Precatórios é aprovada no Senado; veja como senadores alagoanos votaram

Alícia Flores*|
Fernando Collor, Renan Calheiros e Rodrigo Cunha, senadores alagoanos
Fernando Collor, Renan Calheiros e Rodrigo Cunha, senadores alagoanos / Foto: Reprodução / Montagem CM

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 23/2021, conhecida como PEC dos Precatórios, foi aprovada em dois turnos, na tarde desta quinta-feira (02), no Senado Federal, em Brasília. 

Na votação em primeiro turno, os senadores alagoanos Rodrigo Cunha (PSDB) e Fernando Collor (PROS) votaram a favor do projeto, enquanto Renan Calheiros (MDB) votou contra.

Após a análise dos destaques, Collor e Cunha repetiram o voto favorável à PEC, enquanto Calheiros não compareceu à votação.

O voto de todos os parlamentares no primeiro turno pode ser conferido neste link. Já o do segundo turno, pode ser conferido aqui

Agora, a proposta volta à Câmara dos Deputados, onde passará por nova votação, também em dois turnos.

A PEC abre espaço para o pagamento de R$ 400 aos beneficiários do Auxílio Brasil (ex-Bolsa Família).

O governo federal planeja pagar R$ 400 por mês para cerca de 17 milhões de pessoas durante o ano de 2022. Em Alagoas, mais de 400 mil famílias migraram automaticamente para o benefício.

A expectativa do governo é que o projeto deve abrir espaço superior a R$ 106 bilhões no orçamento. 

Outra mudança feita pela PEC é o reajuste do teto de gastos, regra que limita o crescimento das despesas do governo. Com a mudança, será maior o índice de inflação a ser considerado para o reajuste do teto em 2022. Isso também permite ampliar o limite de gasto do governo no ano que vem.

*Estagiária sob supervisão da editoria

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados