Nova variante: AMA e MP decidem recomendar aos gestores suspensão das festividades públicas

Redação*|
Queima de fogos no Réveillon
Queima de fogos no Réveillon / Foto: Pei Fon/Arquivo

Após a ameaça da nova variante Ômicron que está restringindo atividades em diversas partes do mundo, o presidente da Associação dos Municípios de Alagoas (AMA), Hugo Wanderley se reuniu com o procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto e decidiram lançar recomendação os prefeitos e prefeitas que suspendam festividades públicas de grande aglomeração

A assessoria de Comunicação da AMA destacou nesta segunda-feira, dia 29, que as instituições (AMA e MP) acreditam que ainda não é o momento adequado para grandes aglomerações, principalmente as festividades públicas, enquanto não houver um total controle de segurança sanitária. 

“Nossa preocupação sempre foi – e vai continuar sendo- cuidar das pessoas e salvar vidas”, disse o presidente da AMA, Hugo Wanderley.

Wanderley, que também participou de conversas com representantes do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems) e do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A AMA vai contribuir com a divulgação da recomendação tão logo ela seja publicada, oficialmente, pelo MPE.

*Com assessoria

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados