Siderlane Mendonça propõe criação de espaço para uso de paredões de som

Assessoria|

Durante a sessão ordinária realizada nesta quarta-feira (27), na Câmara de Vereadores de Maceió, o vereador Siderlane Mendonça (PSB), cobrou o andamento do projeto de lei 54/2019, de autoria do próprio parlamentar, para criação de um espaço destinado a desenvolver encontros e exposição de som em veículos, bem como reboques (carrocinhas), conhecidos como "paredões"

O documento foi protocolado em maio de 2019, mas aguarda um parecer sobre o veto feito pela gestão anterior. Na tribuna, ele pediu ao presidente da casa para dar celeridade à apreciação do PL.

“A gente precisa discutir e tentar derrubar o veto do prefeito anterior para instituir um local específico para os amantes desse hooby, que é o som automotivo. Eu solicito à vossa excelência que encontre o projeto – eu vou entregar cópia – para que a prefeitura institua esse espaço”, reforçou.

Para o vereador a prática também fomenta emprego, renda e dinamiza a economia local, pois beneficia as empresas que comercializam os equipamentos necessários para a montagem dos aparelhos, além de estimular a atividade de marcenaria.

PL

A solicitação pretende criar um espaço adequado para que os adeptos do uso de carrocinhas de som automotivo e paredões possa ter o hobby garantindo, sem incomodar a população. A proposta vale para a prática de caráter competitivo, de entretenimento e lazer.

Para utilizar o espaço o (pessoa física ou jurídica) responsável pelo evento deve solicitar uma licença prévia à Prefeitura de Maceió, sempre que sejam utilizados mais de cinco equipamentos de sons automotivos.

O pedido deve ser feito com pelo menos 30 dias de antecedência, em relação à data de realização.

O projeto de lei propõe, ainda, o cadastro dos proprietários de lojas de equipamentos especializados para que possam testar os aparelhos. A Prefeitura deve estipular os dias e horários para o uso do espaço. O cadastro deve ser renovado periodicamente.

Recolhimento arbitrário

Siderlane também é Policial Militar e destacou que durante a atuação como PM chegou a atender diversas ocorrências, onde o uso indiscriminado de sons automotivos incomodava a população em áreas residenciais. Segundo ele, em algumas situações o equipamento foi apreendido.

Apesar disso, ele criticou um suposto abuso de autoridade cometido por autoridades policiais, que estariam recolhendo equipamentos de paredões em áreas onde não havia perturbação.

“Lembrando que sou contra a perturbação do sossego alheio, mas sou a favor de que seja instituído em nossa cidade um local específico, onde as pessoas possam usar suas carrocinhas de som”, ressaltou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados