Grupo Pão de Açúcar anuncia fechamento de lojas da bandeira Extra em Maceió

Redação*|
Supermercado Extra, em Maceió
Supermercado Extra, em Maceió / Foto: Wikemapea/ Reprodução

As lojas da rede Extra em funcionamento em Maceió devem ser fechadas até dezembro desde ano. O anúncio foi feito na última quinta-feira (14), pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA), que também anunciou a venda de 71 lojas do hipercardo para a rede atacadista Assaí.

Com a venda, as lojas Extras localizadas nos bairros do Farol e Mangabeiras em Maceió encerrarão suas atividades. Elas estão entre as quatro lojas da rede que serão fechadas. A terceira fica no estado do Tocantins e a quarta não teve o endereço divulgado.

Além das 4 lojas que serão fechadas, cerca de 70% das lojas do Extra Hiper no Brasil foram vendidas, 32 ficaram de fora da venda para o Assaí e 28 serão convertidas paras as bandeiras Pão de Açúcar e Mercado Extra.

Fonte: GPA

"A bandeira Extra Hiper será descontinuada, e as lojas não abarcadas pela transação serão convertidas em formatos com maior potencial de rentabilidade", diz trecho do comunicado.

De acordo com a nota divulgada pelo Grupo Pão de Açúcar, empresa deixará o segmento de hipermercado no Brasil. A estimativa da transação foi de R$ 5,2 bilhões, dos quais, R$ 4 bilhões serão pagos pelo comprador de forma parcelada, entre dezembro deste ano e janeiro de 2024, e R$ 1,2 bilhão restante será pago ao Pão de Açúcar por um fundo imobiliário que tem garantia do Assaí. 

Segundo o grupo, O Assaí vai conseguir adicionar 71 lojas à rede de atacarejo e assim ganha musculatura para competir com o Atacadão. O Carrefour, dono do Atacadão, já havia feito vários movimentos para expandir a operação de atacarejo – comprou o Makro e o Big. Especialistas dizem que essa transação faz sentido tanto para o GPA quanto para o Assaí. Primeiro porque o GPA precisa se concentrar nas operações mais rentáveis.

 

*Com Agências 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados