Operação Vetus II: AL participa de ação nacional para apurar casos de violência contra idosos

Redação*|
Operação combate crimes de violência contra idosos
Operação combate crimes de violência contra idosos / Foto: Ilustração

Foi desencadeada nesta sexta-feira (15), a Operação Vetus II, uma ação coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública que mobiliza as Polícias Civis de todo o país com foco no combate à violência contra idoso. A Polícia Civil de Alagoas está participando da operação. 

Ao longo das próximas semanas, os profissionais de segurança pública vão se debruçar sobre as denúncias recebidas pelos canais oficiais e instaurar inquéritos relacionados a esses crimes.

“As operações coordenadas pelo Ministério em conjunto com as forças estaduais têm sido um sucesso. E com a Operação Vetus, um marco na proteção do idoso no Brasil, não será diferente. Milhares de denúncias vão ser apuradas e os responsáveis por esses crimes gravíssimos serão punidos”, afirma o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

Durante a operação, serão apuradas denúncias do Disque 100, canal do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), e de canais locais. O trabalho também prevê a instauração e conclusão de inquéritos, visitas a abrigos e residências de vítimas, cumprimento de mandados e medidas protetivas.

A Vetus II faz parte de uma mobilização nacional coordenada e articulada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), em conjunto com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Apenas o Estado da Bahia, que realizou operação semelhante recentemente, não participará dessa edição.

A apresentação dos resultados será feita após a conclusão da Operação, prevista para novembro.

A violência contra o idoso é crime que pode ter pena de dois meses a um ano de reclusão, além de multa.

Operação Vetus I

A Operação Vetus I, realiado em 2020, apurou mais de 13 mil denúncias e resultou na prisão de mais de 570 agressores em todo o país.

As denúncias feitas por meio do Disque 100 são gratuitas e podem ser anônimas. Qualquer pessoa pode acionar os serviços, que funciona diariamente, 24 horas, incluindo sábados, domingos e feriados. O serviço cadastra e encaminha os casos aos órgãos competentes.

*com Ascom PC

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados