"Estamos preocupados", diz presidente da ABIH sobre setor hoteleiro para o mês de janeiro

Rebecca Moura*|
Hotel Best Western Premier
Hotel Best Western Premier / Foto: Divulgação

Com a pandemia em baixa, em comparação aos outros meses, o setor hoteleiro de Alagoas tem registrado um alto índice de ocupação. Entretanto, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/AL), André Santos, disse ao Cada Minuto que vê com 'preocupação' a ocupação para o mês de janeiro. 

O presidente comentou que o mês de setembro em Alagoas registrou um alto índice de ocupação hoteleira, chegando em média a 85%, mas afirmou que a procura para janeiro não tem sido tão alta em comparação aos outros anos.

“Setembro teve um grande salto, outubro e novembro estão crescendo também. Já em dezembro, nós estamos com uma boa procura, mas ainda está um pouco longo, mas sabemos que vai ter volume", disse.

A preocupação, segundo ele, é com o mês de janeiro. “Estamos preocupados porque não teve reação ainda”.

Recontratações

O empresário apontou que as equipes do setor hoteleiro demitidas devido a pandemia do novo coronavírus serão recontratados de forma gradual. 

Porém, o setor não garante que será o mesmo quantitativo de funcionários contratados, já que algumas áreas profissionais foram reduzidas durante o período de isolamento social. 

“Lógico que não vamos recontratar todos na mesma hora, não garanto que será o mesmo quantitativo. Por causa da pandemia, algumas sofreram redução do quadro por questão de tecnologia e outros fatores que fizeram com que a gente repense isso”, aponta. 

O presidente da ABIH/AL garantiu que o setor hoteleiro irá se adequar às medidas sanitárias recomendadas pelos protocolos sanitários contra a Covid-19, além disso a Prefeitura de Maceió incentiva o setor através de um certificado, onde garante que todos os colaboradores estarão imunizados. 

André pontua ainda que está exigindo do poder público ações como manutenção e ordenamento da orla de Maceió, para a preparação dos fogos de réveillon. “Temos nossos réveillons famosos no estado e na capital, então tudo isso estamos acompanhando com a prefeitura e o estado para continuarmos com essa procura do turista para o destino Maceió”, concluiu.

ERRATA: Mais cedo, a reportagem afirmou que a preocupação era com o mês de dezembro, mas a informação foi corrigida.

*Estagiária sob a supervisão 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados