Justiça libera parcialmente público no Estádio Rei Pelé e Governo do Estado autoriza público de 30% em eventos esportivos

Redação*|
Estádio Rei Pelé
Estádio Rei Pelé / Foto: Aldo Correia

Atendendo ao pedido feito pela Federação Alagoana de Futebol (FAF) e dos times do CSA e do CRB, a juíza Maria Ester Manso, da 18ª Vara Cível de Maceió, concedeu liminar liberando parcialmente o Estádio Rei Pelé para receber público. A decisão foi proferida nesta quarta-feira (22). O Governo do Estado também anunciou a liberação de público em eventos esportivos com 30% da capacidade.

De acordo com a assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) os torcedores só poderão ocupar as grandes arquibancadas (setor 3), cujo acesso deverá ser feito exclusivamente pela parte lateral inferior, e as cadeiras especiais inferiores e superiores (setor 2). Ainda segundo a decisão, deverão ser observadas as normas sanitárias e de distanciamento social determinadas pelo Estado de Alagoas.

"A liberação gradativa dos demais setores do Estádio Rei Pelé [ocorrerá] à medida que as intervenções [estruturais] sejam realizadas e comprovadas nos autos", ressaltou a magistrada.

Após a liberação pela Justiça, o Governo de Alagoas também anunciou que liberou a presença de público em eventos esportivos no estado. A autorização permite que os eventos relacionados a esporte ocorram com a presença de 30% da sua capacidade, com limite máximo de 3 mil pessoas. O governo ressaltou que todos os protocolo sanitários sejam aplicados e devidamente seguidos.

Segundo o governador Renan Filho,  a evolução do processo de vacinação em todo o estado e o apelo das entidades esportivas, atletas e organizadores de eventos pela liberação contribuiu para a decisão, desde que os protocolos sejam mantidos.

“Autorizamos a retomada de público nos eventos esportivos em percentual de 30% do espaço disponível e limite máximo de 3 mil pessoas. Amanhã anunciaremos as regras à retomada gradual dos eventos de entretenimento. Vamos seguir vacinando nosso povo para vencermos a Covid-19”, postou Renan Filho nas redes sociais.

Ainda segundo o governador,  a partir de agora, os protocolos serão anunciados para a retomada de forma gradual e segura para todos os envolvidos nos eventos.

Em relação a decisão da Justiça, a FAF, CSA e CRB pediram a liberação sustentando que o cenário atual da pandemia é diferente de quando foi determinada a interdição do estádio. Alegaram ainda que laudo de estabilidade estrutural formulado pela empresa Prosul não apontou qualquer restrição quanto à utilização dos setores 2 e 3, desde que o acesso do público não ocorresse pelas áreas que permanecem em reparo.

"Os pedidos efetuados pelos requerentes encontram-se em consonância com o resultado do laudo apontado, não havendo óbice ao recebimento do público atendidas as determinações especificadas", reforçou a juíza.

Maria Ester Manso afirmou ainda que, sanados os problemas estruturais reconhecidos pelo Estado de Alagoas, não há empecilho para a volta total do público, respeitadas as normas sanitárias.

*Com assessoria

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados