Alagoas é o estado com maior queda em procedimentos ambulatoriais durante a pandemia

Redação*|
Foto: Reprodução/ Internet

Alagoas registrou uma queda de 47% nos procedimentos de saúde que não são de emergências  durante a pandemia da Covid-19, em 2020. O estado é o que registrou a maior queda desse percentual entre as demais federações nacionais. 

Os procedimentos incluem exames e consultas médicas. Segundo dados do Conselho Federal de Medicina (CFM), uma variação é de 782.189 procedimentos a menos foram registrado em Alagoas. Em 2020, foram registrados 893.438 procedimentos e 1.675.627 em 2019. (confira quadro abaixo)

Em todo o Brasil, o recuo foi de 28%. Segundo o estudo, em todo o pais foram 16,6 milhões de exames de diagnóstico a menos, 8,8 milhões de procedimentos clínicos, 1,2 milhões de pequenas cirurgias e 210 mil transplantes. Os procedimentos considerados eletivos, que não são de urgência e emergência, tiveram impacto pelo direcionamento de boa parte da estrutura da rede de saúde para atender os pacientes com Covid-19.

De acordo com o levantamento,  as áreas mais afetadas entre março e dezembro de 2020, em comparação com o mesmo período no ano anterior, foram as consultas e exames em citopatologia (-51%), neurologia (-40%), anatomopatologia (-39%), cardiologia (-38%), oftalmologia (-34%) e medicina clínica (-33%).

No ranking das áreas médicas mais acometidas (o SIA-SUS não utiliza a nomenclatura médica, mas a Classificação Brasileira de Ocupações), além da oftalmologia estão a radiologia, com redução de 5,4 milhões de procedimentos; a clínica médica (-2,8 milhões); e a radioterapia (-2,6 milhões).

Também figuram entre as dez áreas mais afetadas a anatomopatologia (-2 milhões); cardiologia (-992,6 mil); medicina laboratorial (-973,5 mil); citopatologia (698,7 mil), neurologia (-535,8 mil); e ginecologia e obstetrícia (-534,3 mil).

Em relação as regiões, as mais afetadas foram a Nordeste (-31%), Sul (-29%), Sudeste (-27%) e Norte (-21%). 

Já entre os estados, além de Alagoas, as reduções mais intensas se deram no Piauí, com recuo de 45%, Amazonas (-38%), Espírito Santo (-36%), Mato Grosso do Sul e Sergipe (-35%). Os estados que tiveram aumento no período e seguem na contramão da tendência nacional são Distrito Federal e Amapá, com 65,6 mil (10%) e 28,7 (33%) procedimentos a mais.

Confira os percentuais por estado:

 

*Com informações do CFM

 

 

 

 

 


 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados