Blog do Vilar
Blog do Vilar

Davi Maia: quase isolado na oposição, deputado tenta emplacar CPI da Saúde

Lula Vilar|
Deputado Davi Maia
Deputado Davi Maia / Vinícius Firmino-Ascom ALE

O deputado estadual Davi Maia (Democratas) subiu o tom na oposição ao governo de Renan Filho (MDB). O parlamentar tem utilizado a tribuna e suas redes sociais para tentar dar vazão a denúncias contra o Executivo estadual, seja as que envolve na Saúde ou a do suposto “gabinete fantasma”: o conjunto de servidores nomeados para a Vice-Governadoria sem que o Executivo tenha vice-governador.

O objetivo é direcionar todas as informações colhidas por ele no sentido de fortalecer um pedido, que existe na Casa de Tavares Bastos há um bom tempo, para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, que visa apurar o uso de verbas federais no combate à Covid-19 em Alagoas. Inclusive com questionamentos sobre uso de recursos de outras pastas.

Maia tenta o caminho que foi percorrido por alguns oposicionistas à governadora Fátima Bezerra (PT), no Rio Grande do Norte. Por lá, os deputados conseguiram instalar a CPI que tem como principal alvo o Consórcio Nordeste e a “famosa” compra dos respiradores que nunca chegaram.

Essa também foi uma das primeiras denúncias de Davi Maia, ainda no ano passado. Afinal, o governo estadual alagoano também se encontra entre os compradores do processo organizado pelo Consórcio.

No entanto, em Alagoas, o desafio de Maia é a correlação de forças. O único outro parlamentar efetivamente de oposição na Casa é Cabo Bebeto (PTC). Logo, a bancada governista tem força o suficiente para isolar a oposição e deixá-la apenas com o discurso.

Davi Maia, entretanto, passa a apostar na pressão junto aos pares, expondo o volume de denúncias que passe a incomodar o parlamento. Foram levados, em uma recente sessão ordinária, uma série de indícios de supostas irregularidades.

Se as denúncias de Davi Maia possuem razão no mérito, é algo que só uma investigação poderá dizer. Uma CPI poderia contribuir.

Essa semana, Maia foi para além do assunto “Consórcio Nordeste”.

Agora, o alvo do parlamentar é o secretário Executivo da Saúde, Marcos Ramalho. De acordo com Maia, o servidor teria recebido R$ 70 mil/mês por somar ao salário uma série de plantões. O problema é que Ramalho – ainda segundo Maia – teria aprovado seus próprios plantões. Alguns em dois locais ao mesmo tempo. O deputado do Democratas suspeita de que Ramalho não estaria comparecendo ao trabalho, mas, ainda assim, levando o dinheiro público.

Para Maia, mais um problema envolvendo a Saúde que justificaria uma CPI.

O assunto caiu como uma bomba na Assembleia Legislativa. O deputado estadual Davi Maia praticamente teve apenas o apoio apenas de Cabo Bebeto, como já era esperado.

Toda a bancada governista se insurgiu e saiu em defesa de Marcos Ramalho.

O líder do governo Sílvio Camelo (PV) destacou Ramalho como sendo um “grande profissional”. “O cargo de médico tem algumas especificações que outros cargos não possuem, tais como ficar de sobreaviso, cuidar da regulação, cobrir faltas de outros colegas de profissão e dobrar plantão”. Camelo ainda frisou os números do governo estadual durante a pandemia. “Foram vários hospitais inaugurados por este Governo. Temos o Estado com o menor número de mortes por 100 mil habitantes, inauguração de várias UPAs e não registramos falta de oxigênio, remédios ou equipamentos hospitalares. O secretário Ayres e o sargento Ramalho estão pilotando essa máquina e, juntamente com os profissionais de Saúde, ajudando a salvar vidas”, pontuou.

Ângela Garrote (Progressistas) também saiu em defesa do secretário executivo: “A bancada feminina da Assembleia Legislativa sempre foi bem atendida por toda equipe da Saúde neste tempo de pandemia. Investiguem as denúncias apresentadas aqui e o que tiver errado que a Justiça decida”, afirmou. A deputada Fátima Canuto também se posicionou em defesa do sargento Ramalho. “Sabemos que muitos procedimentos ficaram precários nesta pandemia. O sargento Ramalho tem sido um abnegado, incansável na luta contra a Covid, inclusive presenciei, várias vezes, ele em hospital visitando leitos de pacientes”.

Cibele Moura (PSDB) frisou: “Estamos em uma pandemia e sabemos que faltam médicos. Apesar de ainda existirem muitas falhas na gestão da Saúde, são inegáveis as melhorias alcançadas”, afirmou.

“O sargento Ramalho vem fazendo um grande trabalho e salvou muitas vidas dentro do Hospital Metropolitano. Não quero com isso dizer que não se investiguem as denúncias”, disse a deputada estadual Flávia Cavalcante (MDB).

Ronaldo Medeiros (MDB) participou da discussão: “Ramalho é um grande profissional. Aqui não faltou oxigênio e nem remédios. Muitas vidas foram salvas, graças a construção de hospitais, UPAs e a dedicação dos profissionais da saúde. A Secretaria de Saúde vem fazendo um grande trabalho”.

Maia promete comprar a briga. Existirão novos capítulos!

SOBRE O AUTOR

Blogueiro do Cada Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados