Prefeito Renato Filho garante apoio do Governo de Alagoas para o projeto de desassoreamento das lagunas Manguaba e Mundaú

Assessoria|
Foto: Assessoria

As tratativas para o desassoreamento do complexo estuarino lagunar Mundaú-Manguaba ganharam um novo parceiro. Depois de firmar parceria com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), o prefeito do Pilar, Renato Filho, conseguiu a garantia do Governo de Alagoas para o projeto, que deve beneficiar cerca de 250 mil pessoas que tiram o sustento das águas.

Ontem, o prefeito Renato Filho e o secretário de Governo do município, Paulo Santos, foram recebidos na Secretaria de Estado da Infraestrutura, pelo secretário Maurcício Quintella. “O Maurício, quando ministro de Transportes, Portos e Aviação Civil, solicitou um projeto completo para o porto de Maceió e o complexo lagunar. No porto avançou, mas não houve tempo para finalizar as tratativas para as lagunas. Como prefeito do Pilar não posso assistir, inerte, nossa laguna Manguaba cada dia mais assoreada, com pescadores pedindo socorro e, claro, os berçários diminuindo e a produção de peixes, crustáceos e até o nossos Bagre ameaçados. Não sou de dormir com projetos. Meu foco e minha missão são para quebrar paradigmas e contemplar nossa gente”, explica Renato Filho.    

Próximo passo

O próximo passado do prefeito Pilarense será convidar as associações, federações, os membros do Complexo Estuarino Lagunar Mundaú Manguaba (CELMM) e o Instituto do Meio Ambiente (IMA) para avançar nas discussões. “Neste encontro teremos, também, a participação da Ufal e do Governo de Alagoas para que possamos agir juntos, sem atropelos e contemplando todos os envolvidos. A partir daí vou convidar os prefeitos dos municípios banhados pelas lagunas para que entrem no projeto, opinem e também defendam nossas lagunas e sua gente”, destaca Renato Filho.

Braskem

Na reunião com Maurício Quintella ficou acertado que a Braskem será convidada a participar. “Parabenizo o prefeito Renato pela iniciativa. Essa parceria é fundamental que aconteça porque nem o Estado vai conseguir fazer isso só, nem as prefeituras. Então, para que a gente consiga salvar o nosso complexo lagunar, que é fundamental não só para o turismo, mas para as famílias que tiram seu sustento dali. Nós temos um desafio muito grande. Estamos vencendo o primeiro que é o saneamento. Já fizemos a concessão, os municípios que estão no entorno das lagunas serão saneados, mas a laguna precisa será desassoreada. Então, eu vou fornecer esses estudos para a Prefeitura do Pilar. É muito importante você (Rento Filho) capitanear isso. A Ufal vai participar dessas discussões; a Braskem participará dessas discussões também, porque a gente precisa saber e conhecer a fundo quais são os impactos que esse acidente geológico causou às nossas lagunas”, garantiu Quintella.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados