"Sequestradores trabalhavam em obra em frente à casa da vítima”, diz delegado sobre crime contra adolescente

Redação|
Mariana dos Santos Farias
Mariana dos Santos Farias / Foto: Divulgação

Durante coletiva de imprensa realizada no início da tarde desta quinta-feira (17), o delegado Gustavo Xavier afirmou que os suspeitos monitoravam a família de Mariana Santos da Silva Farias, de 14 anos, em Arapiraca, para organizar o sequestro e obter dinheiro pedindo recompensa aos pais da menina.

Segundo o delegado, o homem identificado como mandante do crime, Maurício Gordo, tinha uma construção em frente à casa da família e, assim, conhecia a rotina dos pais e da garota, o que facilitou a organização do sequestro. Inclusive, dois ajudantes de pedreiro que trabalhavam na obra também participaram do crime.

De acordo com Gustavo, eles monitoraram a família com a intenção de sequestrar e extorquir a família com uma recompensa para devolver a menina, mas o valor não chegou a ser informado pelos suspeitos.

O Secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar, informou que assim como a ação integrada da polícia, a divulgação do sequestro na mídia e a repercussão nas redes sociais, contribuíram para que os suspeitos desistissem da ação.

Após o sequestro, a adolescente ficou sob vigilância de Maurício e mais dois envolvidos, que a ameaçaram de morte caso tentasse reagir. Ao perceberem que ação não teria sucesso, eles decidiram libertar a menina às margens da rodovia AL-220, próximo à Usina Porto Rico, em Campo Alegre.

No total, o sequestro da adolescente envolveu cinco criminosos. As outras identidades dos envolvidos ainda não foram divulgadas.

Entenda o caso

Dois homens num veículo Ônix, de cor vermelha, sequestraram, no início da tarde desta quarta-feira, dia 16, a adolescente  Mariana Santos da Silva Farias, de 14 anos. O caso foi registrado por câmeras de segurança localizadas no bairro Verdes Campos, na cidade de Arapiraca.

Segundo testemunhas, os homens abordaram o pai da jovem quando chegava em sua residência após buscar a filha na escola.

A mãe de Mariana disse para a dupla levar o veículo da família, no entanto os homens deixaram os pais trancados dentro da residência e levaram a adolescente com eles.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados