No mês dos namorados o que não falta é romantismo, que muitas vezes, pode ser traduzido em presentes. E há poucos dias para a data mais romântica do ano, diversos casais têm planejado a melhor forma de surpreender o seu parceiro. São muitas opções que devem emocionar a pessoa amada, podendo variar de um buquê de flores especial como presente para a namorada a um jantar à luz de velas.

O interessante é que este ano, de acordo com uma pesquisa de intenção de compras realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), os apaixonados pretendem gastar, em média, R$140,87.

Ainda segundo o estudo, produzido entre os dias 13 e 31 de maio de 2021, com 310 consumidores, a maior parte dos entrevistados (72,97%) pretende comprar um presente. Tendo o pagamento à vista como a principal forma de adquirir um produto (87,16%). Vale dizer que essa categoria foi dividida em quatro opções: à vista no cartão de crédito (35,81%), cartão de débito (23,65%), transferência – PIX, TED, DOC - (15,54%) e dinheiro (12,16%). Já entre os que escolheram o pagamento parcelado (12,16%), mais da metade (55,56%) fará em até duas vezes pelo cartão de crédito.

Comemoração deve ter tíquete médio de R$ 179,78

De modo geral, os casais devem gastar em torno de R$ 179,78. Jantar em casa será a principal escolha dos entrevistados (17,57%). Em seguida aparecem opções como almoço em casa (8,78%) e jantar em restaurante (6,76%). Uma grande parcela (33,78%) informou que em função do isolamento social, não pretende comemorar e outros 20,27% não têm o costume de realizar algum tipo de comemoração.

É preciso ressaltar que, entre os participantes do levantamento, 66,21% afirmam que sempre e/ou quase sempre pesquisam o valor do presente em lojas diversas antes de finalizar a compra. O que revela o caráter consciente em relação à economia do consumidor brasileiro.

Dentre os fatores determinantes para a escolha dos produtos está o desejo da pessoa a ser presentada (43,24%); qualidade do produto (34,46%); desconto ou promoção (10,14%); necessidade do presenteado (8,11%) e bom atendimento (2,03%).