Foto: Internet

O inseto transmissor da doença de Chagas e vem sendo entregue, equivocadamente, em lugares sem indicação para este fim. Barbeiros coletados pela população precisam ser destinados a um dos 11 Postos de Informação de Triatomíneos (PITs), distribuídos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em locais estratégicos de Maceió. A recomendação foi feita pela Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS) nesta terça-feira (04), após constatar que o inseto vem sendo encaminhado a setores públicos sem indicação para esse fim. Dos sete barbeiros recolhidos no mês de abril, por exemplo, nenhum foi entregue nos PITs pela população.

Para a técnica da Gerência de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos, Camila Lima, é imprescindível que maceioenses realizem a entrega do inseto nos postos. Lá, os técnicos estão treinados para seguir instruções importantes no momento desse recebimento, o que faz grande diferença no processo de monitoramento de ocorrências do vetor na cidade.

Para facilitar o acesso ao serviço, a população também conta com o Disque Denúncia onde é possível solicitar a visita de um agente de combate às endemias capacitado para o recolhimento do barbeiro na residência do cidadão. O canal funciona no telefone 3312-5495, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h.

“Só quando o vetor é entregue às pessoas habilitadas para essa coleta, conseguimos captar informações importantes como: endereço completo, telefone de contato e onde o barbeiro foi coletado. Dados cruciais para planejarmos ações de investigação e intervenção no local e imediações”, frisou a técnica.

Os postos funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30. Confira relação e endereços aqui.

*com Ascom/SMS