Ascom IBGE

Comeu nesta segunda-feira, dia 03, a coleta das pesquisas econômicas anuais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em Alagoas, o instituto está trabalhando com uma amostra de 3.666 empresas, sendo 1803 ligadas ao setor de serviços, 982 ao setor de comércio, 497 ligadas à construção civil e 384 indústrias. 

Segundo dados do Cadastro Central de Empresas (CEMPRE), esta quantidade representa algo em torno de 12% do total de empresas em funcionamento no estado de Alagoas. De acordo com o supervisor de pesquisas do IBGE em Alagoas, Praxedes da Silva, a participação das empresas selecionadas é fundamental para a compreensão do panorama local, oferecendo mais conhecimento ao empresariado. 

"Sabemos do recrudescimento da pandemia, por isso, é imprescindível que os empresários e os profissionais da contabilidade respondam às pesquisas econômicas do IBGE para que o próprio setor econômico se beneficie de informações seguras para tomar decisões de investimentos ou de estratégias de sobrevivência das empresas", afirma Praxedes.

As empresas selecionadas participarão de uma das seguintes pesquisas: Pesquisa Industrial Anual (PIA-Empresa), Pesquisa Industrial Anual (PIA-Produto), Pesquisa Anual da Indústria da Construção (PAIC), Pesquisa Anual do Comércio (PAC) e Pesquisa Anual de Serviços (PAS). A coleta dos dados vai até o dia 30 de outubro, compreendendo um período de coleta de aproximadamente cinco meses. 

O desafio para este ano é superar o alto percentual de recusas observado em anos anteriores. Em 2020, por exemplo, 23,37% da amostra (843 empresas) não respondeu ao questionário disponibilizado. Quem não participar poderá ficar sem a certidão de quitação emitida pelo instituto, documento fundamental para obtenção de benefícios, financiamentos, empréstimos e participação de licitações junto à Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e outras instituições públicas de fomento.

Como saber se a sua empresa foi selecionada?

As pesquisas econômicas por empresa são pesquisas amostrais. Isto significa que são entrevistadas uma parte do total de empresas localizadas em um determinado estado. Esta parte que é entrevistada, portanto, representa as demais que não são. 

Primeiramente, agentes do IBGE entram em contato com cada empresa, tanto com o proprietário/proprietária, como com o/a profissional ou escritório responsável pela contabilidade. Devido à situação de pandemia, esse contato será feito por telefone. O pessoal do IBGE poderá ser identificado através do número de sua matrícula, que poderá ser verificada pelo portal https://respondendo.ibge.gov.br/entrevistador.html ou pelo telefone 0800 721 8181.

Feitos os contatos iniciais e atualização das informações cadastrais, os questionários serão encaminhados por e-mail ou a própria empresa poderá baixar através do portal https://economicasnet.ibge.gov.br/. Por este mesmo portal, os questionários preenchidos deverão ser enviados ao IBGE. As orientações para preenchimento e envio serão fornecidas pelo pessoal do instituto.

Os questionários são de fácil preenchimento, podendo ser preenchidos tanto pelos proprietários/proprietárias como pelos responsáveis pela contabilidade. Os dados enviados são sigilosos e totalmente protegidos pela Lei Federal nº 5.534 de 14 de novembro de 1968 e pelo Decreto nº 73.177, de 20 de novembro de 1973.

*Com assessoria