Filipe Valões
Filipe Valões

É isso aí Prefeitura! Táxi-lotação é alternativa nos tempos de hoje

Filipe Valões|

Se existe uma frase que vale pra tudo nessa vida, é a popular “É conversando que a gente se entende”. A maior prova disso está no diálogo entre motoristas de taxi-lotação e a prefeitura de Maceió, diante das mudanças causadas pela pandemia.

Em um post recente, neste blog, tratamos dos desafios do distanciamento social enquanto a população tenta ganhar o sustento. É preciso parar, mas não podemos parar completamente. E pra isso, o transporte público e coletivo precisa se readequar. Mas, com seus próprios problemas de décadas, os ônibus não conseguem atender completamente a demanda da população. Enquanto isso, vários motoristas estão nas ruas, com seus veículos à disposição dos maceioenses, atuando como taxistas de lotação, infelizmente na clandestinidade.

Agora, o que era tratado como problema pode se transformar em uma solução. Em reunião convocada pelo prefeito de Maceió, JHC, o secretário de Governo Francisco Sales, o superintendente de Transportes e Trânsito, André Costa e o procurador-geral do Município, João Lobo, deram início ao tão aguardado diálogo com os representantes dos motoristas de taxis-lotação. Um passo adiante que aponta o reconhecimento, por parte do Município, de uma realidade conhecida pelo povo: esses transportadores não podem ser mais tratados como clandestinos, precisam ser aceitos como alternativos.

Na primeira reunião ficou estabelecido que um grupo de trabalho, composto pelo secretário de Governo, pelo superintendente da SMTT e pelo titular da PGM, vai analisar todos os ângulos dessa questão, agilizando a regulamentação da atividade em Maceió. Já é muito, simboliza um avanço que, de tão aguardado, parecia quase improvável.

Vamos torcer para que tudo transcorra da forma mais ágil possível e os maceioenses tenham essa alternativa totalmente regulamentada. E que os taxistas-lotação alcancem finalmente a tranquilidade de poder trabalhar sem a angústia de serem detidos a qualquer momento.

O mais importante nesse momento é que as duas partes, motoristas e Prefeitura, já estão fazendo o que antes não acontecia. Dialogar. 

SOBRE O AUTOR

Coluna sobre Política, Tecnologia

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados