Ilustração
Estupro

Um prestador de serviço da empresa Equatorial Energia foi preso, nesta sexta-feira (19), suspeito de estuprar uma mulher após ir à sua residência realizar um serviço de desligamento de energia, no Residencial Maceió I, no bairro da Cidade Universitária, em Maceió.

De acordo com testemunhas, ele estava com outro funcionário terceirizado e realizou todo o procedimento de corte de energia, identificando, inclusive, dados como nome completo e número de matrícula. Em seguida, o prestador de serviços teria pedido para entrar na casa da vítima e a estuprou.

O homem foi levado à Central de Flagrantes, no bairro do Farol, para os procedimentos cabíveis.

Em nota, a Equatorial Alagoas disse que está apurando a situação e já solicitou o afastamento dos colaboradores até que a situação seja devidamente esclarecida.

Confira abaixo a nota na íntegra:

Sobre a suspeita de estupro ocorrida no Residencial Maceió I na Cidade Universitária, envolvendo um prestador de serviço da Equatorial, a Distribuidora informa que recebeu a comunicação através da empresa terceirizada e que está apurando a situação. A Equatorial já solicitou o afastamento dos colaboradores até que tudo seja esclarecido e irá acompanhar a investigação pelas autoridades policiais uma vez que tem todo interesse na elucidação do caso.

Ressalta que a Equatorial não compactua com qualquer ato ilegal, tendo inclusive regras rígidas de comportamento para seus contratados terceirizados. Após a apuração a Equatorial tomará as medidas legais contra quem de direito.

*Estagiária sob supervisão da editoria