Facebook imagem congelada do vídeo
Cícero Cavalcante, Mário Melo, deputada Fernanda e seu irmão Fernando, candidato a prefeito de Matriz, encontro que selou o apoio do atual vice-prefeito

Matriz de Camaragibe -O habilidoso Cícero Cavalcante depois de conquistar o apoio da maioria dos vereadores de mandatos, conta agora  com mais um reforço político para  oxigenar a candidatura de seu filho Fernando na disputa pela Prefeitura de Matriz. Trata-se do atual vice-prefeito, Mário Melo, que vem de dois mandatos seguidos, fazendo parte do grupo do ex-prefeito Marquinhos. O acordo foi selado na presença da deputada Flávia Cavalcante. 

Joaquim Gomes / Mata Grande -A ex-prefeita Cristina Brandão não perde tempo. Mesmo com a morte recente do marido, o ex-prefeito de Mata Grande, Hélio Brandão lançou agora a candidatura da filha Frinéia  na disputa por uma vaga na Câmara de Vereadores de Joaquim Gomes, município em que Cristina  teve seu mandato cassado por questão de improbidade. Em meio a isso, a mandatária da família Brandão lançou também o nome do filho Júlio, mas na disputa pela Prefeitura de Mata Grande. Na eleição passada o saudoso esposo teria  disputado sem sucesso  Prefeitura de Joaquim Gomes; e esse ano, se não fosse a sua morte, seria a de Mata Grande. 

Detalhe- Tanto o Júlio Brandão  como seu  irmão, o ex-prefeito de Mata Grande, Jacob Brandão, chegaram a ser presos por praticarem um rombo se precedência na Prefeitura de Mata Grande. Passaram um ano no xadrez. Mas amparados em tais  “liminares” foram soltos; porém Jacob foi condenado perdendo os direitos políticos e hoje enfrenta prisão domiciliar, na obrigação de utilizar a humilhante tornozeleira. Como não foi condenado em Segunda Instância, Júlio ganhou o direito de disputar a eleição deste ano.  

Palmeira dos Índios - Vereador por Palmeira dos Índios, Júnior Miranda acaba de pular de galho político. Abandonou o prefeito Júlio Cezar com quem esteve ao longo desses 3 anos e oito meses, para se amparar no grupo da oposição. E o pior: não vai para a reeleição com a promessa de apoiar a candidatura do vereador Toninho Garrote. 

Embate - Meses atrás, Júnior Miranda teria dito no Plenário da Câmara que vinha sendo ameaçado pela família Garrote, por fazer parte do grupo do prefeito. O frágil vereador vai apoiar também a candidata Mozabelle ao cargo de prefeita. Mozabelle é esposa do ex-prefeito de Palmeira, James Ribeiro, esse que vai disputar a Prefeitura de Estrela de Alagoas, município que há mais de duas décadas politicamente é dominado pela deputada Ângela Garrote.

Limoeiro de Anadia- O ex-prefeito James Marlan (que recentemente deixou a Superintendência da Codevasf em Alagoas para se candidatar mais uma vez a prefeito de Limoeiro,  foi denunciado à Polícia Federal, ao MPE/AL, ao TCU e à Controladoria-Geral da União. A acusação seria quanto aos desvios de dinheiro da Prefeitura durante sua gestão. Os autores da denúncia foram o pré-candidato a prefeito Sidney Vieira e o pré-candidato a vice Luiz do Feijão.

Limoeiro de Anadia II- Durante convenção partidária, o candidato à reeleição, prefeito Marcelo Rodrigues, afirmara que Marlan não repassava aos bancos o dinheiro descontado na folha de pagamento de servidores, esses que contrataram empréstimos consignados. Como resultado, os funcionários ficaram com nomes negativados indevidamente. Nessa história Marcelo Rodrigues passa a ser réu confesso por acobertar o crime praticado pelo ex-prefeito.

Quebrangulo- Quando tudo parecia que em Quebrangulo, o prefeito Marcelo Lima (MDB) seria o único candidato nessa eleição; eis que aparece o nome de Cleide de Corina. Sua candidatura surgiu de forma inesperada para os quebrangulenses, cuja candidata entrou no fogo da dupla que vai disputar a Prefeitura de Maceió, Alfredo Gaspar de Mendonça e Tácio Silveira, esse que é o presidente do Podemos, partido da qual Cleide está filiada.

Anadia  -Em Anadia, o ex-prefeito Paulo Dâmaso terá que desembolsar 10 mil reais, por ofender e difamar o atual gestor, Celino Rocha nas redes sociais. A representação foi feita com base em um vídeo postado por Dâmaso em suas redes sociais, onde ele relata que o gestor é mentiroso e vem fazendo promessas para população.

CajueiroJá o prefeito de Cajueiro, Palmery Neto, que é candidato à reeleição, foi condenado pela Justiça Eleitoral a pagar uma multa no valor de R$ 10 mil pela realização de um ato onde houve distribuição de máscaras e de adesivos com a divulgação de sua pré-campanha. A decisão também determinou que a Polícia Militar recolha o material encontrado nas ruas.

PariconhaLá no Alto Sertão, mais precisamente em Pariconhas, o  juiz Bruno Acioli Araújo, da 39ª Zona Eleitoral de Água Branca, julgou procedente representação do MDB em desfavor de Tony dos Campinhos, condenando o pré-candidato a prefeito  ao pagamento de multa pela prática de propaganda eleitoral extemporânea. Conforme a sentença publicada nessa segunda-feira, também foram multados, em R$ 15 mil cada, os vereadores José Sarto (PP), Irineu Desidério (PTB) e Clemilson Silva, o Galegão (PP).

Mata Grande- Em Mata Grande, os oposicionistas de uma chapa formada por Júlio Brandão e Franklin Lou, pegaram um caldo mais grosso de punição. Simplesmente cada um terá que desembolsar individualmente 20 mil reais. É que essa dupla logo após as convenções promoveram atos de propaganda eleitoral antecipada, consubstanciada na realização de carreata, distribuição de adesivos, divulgação de jingle da campanha, além fomentar uma grande reunião e aglomeração de pessoas, contrariando também as normas sanitárias.