Motoristas de transporte complementar realizam protesto contra o transporte irregular; veja vídeo

Redação |

Atualizada às 10:36

Diversos pontos das rodovias alagoanas foram bloqueadas, no início da manhã desta terça-feira (22), por motoristas de transporte complementar contra uma decisão judicial que proíbe a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) de fiscalizar táxi-lotação, carros de passeio que realizam o transporte intermunicipal.

O grupo alega prejuízos e uma concorrência desleal, já que os motoristas da vans e ônibus são submetidos a uma fiscalização mais severa, enquanto os motoristas de táxi-lotação rodam sem fiscalização. 

Os manifestantes fizeram bloqueios mais de 20 pontos, entre eles no trevo do Polo, em Marechal Deodoro, em São Miguel dos Campos, Satuba e Arapiraca. Após os bloqueios, os manifestantes sairão em caminhada como destino final o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), no Centro de Maceió.

Segundo informações da Policia Rodoviária Federal (PRF), nas cidades de São Miguel dos Campos e Santana do Ipanema, os motoristas liberaram todos os veículos, menos os clandestinos. Em São Miguel dos Campos, km 129, o trânsito está fluindo normalmente sem interdição total, já em Santana do Ipanema, km 87,8 da BR 316, a rodovia permanece fechada parcialmente. 

Ainda segundo o Sintracomp/AL, há um número grande de veículos realizando transporte intermunicipal sem fiscalização, os chamados táxi-lotação.

Como protesto, os motoristas dos transportes complementares irão se concentrar em três lugares durante o ato desta terça-feira: no Conjunto Eustáquio Gomes, no Trevo do Polo Industrial e em Satuba. Em seguida, eles seguirão para a sede do TJ/AL.

O táxi-lotação é uma atividade ilegal. O motorista flagrado realizando o transporte irregular de passageiros pode perder sete pontos na carteira, além de receber uma multa no valor de R$ 293, 47. A atividade irregular pode ser denunciada por meio do número 3312-5340.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados