Foto: Minuto Sertão
Isnaldo Bulhões

Atualizada às 10h15

O prefeito de Santana do Ipanema, Isnaldo Bulhões e preisidente do MDB, na cidade, morreu na manhã desta quarta-feira (08) vítima da Covid-19. Bulhões estava entubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Coração, em Maceió, em tratando após contrair a doença. 

Seu estado de saúde era considerado bastante delicado devido à evolução da doença. Durante o período em que esteve internado, o prefeito chegou apresentar algumas melhoras no quadro de saúde, mas continuava precisando da entubação. 

Bulhões estava internado desde o mês de maio, quando testou positivo para o novo coronavírus, juntamente com a primeira dama, Renilde Bulhões.

Durante o período em estava internado, a administração do município ficou sob o comando de sua filha, a vice-prefeita, Christiane Bulhões (MDB), que acabou assumindo de maneira interina, a Prefeitura.

Após assumir o cargo, através de nota, Christiane, destacou sua tristeza pelo momento em que sua família passava, na época, com o internamento de seu pai.

O coronavírus é nosso inimigo maior neste momento tortuoso que vive nosso país, juntos lutaremos incansavelmente para diminuir as perdas dessas famílias que vem sendo vítimas deste vírus tão devastador”, diz um trecho da nota publicada na época em que assumiu o cargo.

Isnaldo foi deputado estadual, presidente do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas por três mandatos. O gestor foi eleito pela primeira vez como prefeito da cidade em 1983 e seu mandato durou até 1988 e agora voltou a comandar o executivo pela segunda vez, em 2017, quando foi eleito.

Apesar de ter apenas dois mandatos como gestor, Isnaldo sempre foi próximo da política local, pois além dele, sua esposa, Renilde Bulhões, atual suplente do Senador Fernando Collor, foi gestora por outros dois mandatos.

Ainda nã há informações sobre o sepultamento. 

*Sob supervisão da editoria