Blog da Cibele Moura
Blog da Cibele Moura

Carta aberta aos jornalistas alagoanos

Redação|

Oi. Hoje quero falar diretamente com vocês que possuem como função, e missão de vida, nos informar. Aqui, o papel vai inverter um pouquinho. Peço licença pra iniciar uma conversa com os jornalistas alagoanos.

Vivemos tempos difíceis e de diversas incertezas. A economia mundial patina, nosso sistema de saúde podendo entrar em colapso e momentos, sempre difíceis, no campo político. Além, é claro, das famosas e sempre presentes fake news. Quem ainda não se deparou com uma notícia falsa circulando nos grupos de WhatsApp?! Basta estar em uma rede social para ser bombardeado por notícias falsas e informações duvidosas.  Porém, vocês, mais do que ninguém, possuem a maior arma para enfrentarmos a fakes news, não só transmitindo informação, mas transformando em conhecimento para que possamos formar a nossa própria opinião. 

As liberdades de expressão e de imprensa são grandes conquistas da nossa jovem, não custa lembrar, democracia. A história do Brasil demonstra que, nos principais momentos políticos que passamos, o Jornalismo nunca foi bem visto por aqueles que estão no poder, prova disso são os diversos jornalistas perseguidos durante o Reinado, Velha República, Estado Novo e na Ditadura Militar de 1964.

Até a consolidação do Estado Democrático de Direito, estabelecido pela Constituição Federal de 1988, nenhum poder conseguiu conviver democraticamente com a liberdade de imprensa. Entretanto, é importante que aprendamos com os erros do passado para que não os cometamos no futuro, ou até mesmo no presente.

No momento, vivemos crises jamais vistas. O novo Coronavírus, infelizmente, chegou. Vocês estão na linha de frente e é de importância indiscutível para a sociedade o papel da imprensa comprometida com a verdade dos fatos. Os rumos ainda são incertos, várias correntes se apresentam e tentam nos convencer qual o melhor caminho a seguir. Mas é através da informação, e somente dela, que vamos conseguir enfrentar essa crise com a seriedade que é necessária.

Portanto, a palavra de ordem é liberdade. E considerando todas as adversidades que já sofreram no passado, os jornalistas possuem a liberdade – e o dever cívico – de transmitir o conhecimento ao nosso povo, de maneira independente e verdadeira. Por isso, meus parabéns a todos os jornalistas e profissionais de comunicação, principalmente os do meu Estado, pois sabem, mais do que ninguém, como é difícil acordar calado.

SOBRE O AUTOR

Deputada Estadual mais jovem do Brasil, integrante da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS e estudante de direito.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados