Geraldo de Majella
Geraldo de Majella

Fora Nazista

Redação|

Fora Nazista

O discurso nazista ganhou forma na voz do secretario especial de cultura, Roberto Alvim. Essa gente vem testando o discurso autoritário, o objetivo é sentir a reação da sociedade brasileira.

As comunidades judaica brasileira e internacional devem reagir, os demais setores democráticos da sociedade brasileira, tem a obrigação de rechaçar o discurso nazista do secretario especial de cultura.

  Goebbels já havia dito coisa bem parecida no auge do nazismo. "A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada".

Fica o alerta para os democratas: devemos lembrar que soldados brasileiros derramaram sangue em campos europeus combatendo o nazismo e o fascismo na Segunda Guerra Mundial [1939-1945].

O ovo da serpente vem sendo chocado no ninho dos extremistas brasileiros.  

Não podemos deixar a serpente crescer.

Geraldo de Majella

  

MAIS LIDAS DO DIA

SOBRE O AUTOR

Geraldo de Majella Fidelis de Moura Marques historiador, alagoano de Anadia, formado no Centro de Estudos Superiores de Maceió – Cesmac. Exerceu alguns cargos na administração pública como o de Coordenador de Direitos Humanos da Prefeitura de Maceió, Ouvidor-Geral do Estado de Alagoas, Secretário Executivo de Ciência, Tecnologia e Educação Superior de Alagoas, diretor-presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas – Iteral entre outros. Autor dos livros Caderno da Militância – histórias vividas nos bastidores da política; Execuções Sumárias e Grupos de Extermínio em Alagoas (1975-1998); Rubens Colaço: Paixão e vida – A trajetória de um líder sindical; Mozart Damasceno, o bom burguês; O PCB em Alagoas: Documentos (1982-1990) e Um Jornalista em Defesa da Liberdade (2014).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados