Entre os 18 Estados que se habilitaram para ser sede ou sub-sede da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, apenas Alagoas ficou de fora e não mandou o seu projeto em tempo hábil. Essa informação foi dada pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira que lamentou por demais a não inclusão de Alagoas.

Teixeira foi informado que há dois anos o Estádio Rei Pelé passa por uma interminável reforma, inclusive sendo utilizado para jogos do campeonato com área reduzida para receber torcedores e isso prejudicou demais as arrecadações dos jogos.

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira garante que Alagoas perdeu assim uma grande chance para mostrar o mundo numa mídia que o governo Federal vai fazer a partir deste ano, mostrando as belezas naturais e as gastronomias da região. Teixeira que é um admirador de Alagoas, lamentou, afirmando que "um dos pratos prediletos dele, é o camarão no tempo do Bar das Ostras, onde sempre esteve ao lado do seu amigo, advogado José Sebastião Bastos, "o Bastinho".

Também Teixeira é fã da beleza e das águas mansas da Barra de São Miguel. Segundo ele a coloração da água das praias de Alagoas é tão bonita como  a do Caribe.