Justiça concede habeas corpus a agente penitenciário

O agente penitenciário Wagner José Monteiro Falcão foi solto agora a pouco. O pedido de habeas corpus solicitado pelo advogado Raimundo Palmeira, foi julgado pelo desembargador Otávio Leão Praxedes. Wagner Falcão estava preso desde o dia 13 de fevereiro, acusado de ter participação na morte dos detentos Alberto Léo de Lima e Luís Carlos, crimes ocorridos no mês de janeiro, no presídio Cyridião Durval.

O pedido de prisão foi feito pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), que está à frente das investigações e determinado pelos juízes da 17ª Vara Criminal.

Ele foi o terceiro agente preso por ser suspeito de envolvimento nos crimes. Os outros agentes presos André Noblat e Delves Ferreira, acusados da morte do detento David Cerqueira Vieira, também no presídio Cyridião Durval, continuam detidos no presídio Baldomero Cavalcanti.

MAIS LIDAS DO DIA

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados