O secretário de Estado da Defesa Social, Paulo Rubim, esteve reunido, na tarde desta quinta-feira (30), com o novo secretário de Estado da Paz, Jardel Aderico, que assumirá a pasta, oficialmente, na próxima semana. No encontro, além de convidar o secretário para a solenidade de posse, Jardel convocou Rubim para firmar uma parceria que envolverá as secretarias em ações de redução da criminalidade, por meio do desenvolvimento de programas de cultura de paz.

Durante o encontro, os secretários falaram sobre segurança pública e discutiram alternativas que serão utilizadas para a diminuição da criminalidade no Estado. Para ambos, a parceria entre todas as secretarias do governo, principalmente aquelas que formam os pilares da sociedade como Saúde, Educação, Segurança Pública e Cultura, são essenciais para a implantação da cultura de paz.

Segundo Rubim, a Defesa Social estará totalmente aberta para o desenvolvimento de atividades que visem a disseminação da paz. Ele destacou, inclusive, que algumas ações deste tipo já vêm sendo desenvolvidas pelo Estado, nos bairros de Territórios da Paz, e em projetos como o de Policia Comunitária e Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

“Devemos pensar na segurança pública como uma segurança social e de paz, onde o cidadão reconhece o Estado como o seu aliado, por meio de ações sociais. Como a que o Bope desenvolveu na Favela de Lona, apresentando atividades culturais, esportivas e atendimento médico. Segurança não é apenas uma questão de repressão policial, e sim social,” afirmou Rubim.

Jardel Aderico falou que a nova secretaria atuará para ajudar nas ações desenvolvidas pela segurança pública do Estado, discutindo ações para o desenvolvimento da rede de proteção social. Ele ainda afirmou que a Secretaria de Estado da Paz agirá articulando as demais secretarias na repressão legítima feita pelas polícias e pela justiça.

“Iremos produzir parcerias visando buscar novas alternativas e fortalecer, agilizar e ampliar as existentes. Iremos atuar ainda nas redes da educação, social e cultural, buscando a repressão legítima por meio da diminuição da violência”, afirmou.

Na oportunidade, o secretário Jardel elogiou o trabalho desenvolvido pela Defesa Social diante dos crimes ocorridos no Estado. Ele citou como exemplo a diminuição do número de homicídios em 14,7% no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado. Mas para ele ainda há muito a fazer e, por isso, ele irá buscar parcerias com ONGs e outros setores da sociedade para articular ações conjuntas.

Nos primeiros meses, Jardel afirmou que sua equipe irá montar projetos na área da educação com investimentos na mudança cultural da sociedade por meio de crianças e jovens, que são o futuro do país. Um desses projetos será desenvolvido pelo educador da cultura de paz no estado de São Paulo, João Roberto Araujo, que já estará em Alagoas no dia da posse do novo secretário. Outra presença confirmada será da médica e Coordenadora Internacional da Pastoral da Criança, Zilda Arns.