Trinta e sete agentes da segurança pública participam, nesta sexta-feira (31), de um simulado de socorro a vítimas. A simulação marca o final do curso de Socorrista em Atendimento Pré-hospitalar para profissionais que trabalham da área de segurança pública. Com a capacitação, técnicos e auxiliares de enfermagem do Sistema Penitenciário estão aptos a utilizar as ambulâncias adquiridas através de convênio com o governo federal. O simulado acontece nesta sexta, às 14h, no pátio da Secretaria de Estado da Defesa Social.

Durante os 18 dias de curso, os profissionais aprenderam, na teoria e na prática, como proceder diante de acidentes, uma atitude que, segundo os instrutores do curso, pode salvar vidas. “Temos que estar preparados não só tecnicamente, mas também emocionalmente, para lidar com o socorro de vítimas. Formamos uma turma que coloca na área de segurança pública profissionais mais bem preparados para lidar com situações de socorro”, explicou o tenente do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas e instrutor do curso, Bruno Vieira.

Entre os alunos da turma, 25 técnicos e auxiliares de enfermagem do Sistema Penitenciário. Segundo a gerente de Saúde da Intendência Geral do Sistema Penitenciário (Igesp), Nélia Oliveira, o curso capacita os profissionais a operar os equipamentos das cinco ambulâncias destinadas ao atendimento exclusivo de reeducandos.

“O curso é de fundamental importância para os profissionais de saúde do Sistema Penitenciário, pois vemos a saúde como prioridade para os reeducandos. Com esta capacitação, todos os técnicos estarão aptos a realizarem procedimentos de atendimento pré-hospitalar, além de serem capacitados para atuar nas novas ambulâncias, que são equipadas para o atendimento emergencial”, disse Nélia, destacando ainda que irá solicitar a formação de uma nova turma para que todos os profissionais da área de saúde que trabalham no Sistema Penitenciário sejam capacitados.

Além dos profissionais e saúde do Sistema Penitenciário, policiais civis, militares e agentes penitenciários também participaram do curso, com a intenção de aumentar os conhecimentos em primeiros socorros.

O curso foi ministrado por militares do Centro de Formação Aperfeiçoamento e Especialização do Corpo de Bombeiros. Os alunos aulas de avaliação da vítima, reanimação cardiopulmonar, traumatismos, fraturas em extremidades, queimaduras, casos clínicos, manipulação com vítimas, afogamento e triagem de vítimas.

Para concluir o curso os alunos participarão de uma simulação de atendimento pré-hospitalar.