O Presidente dos Estados Unidos Barack Obama iniciou seu encontro com os dois homens envolvidos na polêmica racial que explodiu no dia 16 de julho nos Estados Unidos. O vice-presidente Joe Biden também se uniu aos três homens na conversa em frente ao jardim da Casa Branca.

O professor de Harvard Henry Louis Gates Jr havia sido preso sob acusação de desordem pelo sargento James Crowley, após protestar contra a conduta do policial durante uma investigação de assalto à sua casa.

As acusações foram retiradas depois, mas o episódio explodiu em um debate nacional acerca de racismo, uma vez que Gates é negro e Crowley é branco. Gates diz que nunca teria sido tratado desta forma se não fosse negro, enquanto Crowley afirma ter sido xingado e acusado de racismo.

A polêmica se intensificou quando Obama declarou publicamente que a ação do policial teria sido "estúpida". Posteriormente, Obama admitiu ter errado ao utilizar esse adjetivo e convidou os dois homens para uma cerveja na Casa Branca.