A Prefeitura de Maceió concluiu, nesta sexta-feira (24), o recadastramento dos servidores efetivos do município. De acordo com levantamento preliminar, mais de 92% dos servidores haviam atendido ao chamado da Prefeitura para atualizar os dados funcionais.

Com o encerramento do prazo, os funcionários que não se recadastraram ainda terão uma segunda chance. “Entre os dias 10 e 14 de agosto, o Banco do Brasil receberá a documentação dessas pessoas, especialmente aquelas que não puderam comparecer por motivo de saúde na época do recadastramento”, revela o secretário municipal de Administração, Recursos Humanos e Patrimônio, Sérgio Vilella.

Como mais de 90% dos servidores ativos fizeram o recadastro, a expectativa é que poucas pessoas deixem para entregar a documentação durante o prazo prorrogado. Caso o funcionário não faça o recadastramento, a Prefeitura de Maceió vai suspender seu salário já a partir do mês de agosto. A suspensão tem por base o decreto municipal nº 6.942, editado em fevereiro passado pelo prefeito Cícero Almeida.

O recadastramento dos servidores teve início em março, com o atendimento realizado entre os aposentados e pensionistas. Em abril foi a vez dos servidores efetivos, num total de 15 mil funcionários. Todo o processo foi realizado pelo Banco do Brasil, que disponibilizou todas as suas agências do país para atender os servidores.

Uma estrutura especial também foi montada no auditório da sede da superintendência do banco em Alagoas, na Rua do Livramento, no Centro.