Representantes da Associação Comercial de Maceió se reuniram nesta quarta-feira (22) com a presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargadora Elisabeth Carvalho Nascimento, para propor uma parceria e assinatura de um convênio para incentivar a mediação entre as partes em processos das Varas Cíveis em todo o Estado.

Segundo o presidente da Associação Comercial de Maceió, Geminiano Jurema, o projeto que incentiva a mediação já existe em outros Estados brasileiros e tem obtido significativos resultados. “Essa parceria seria firmada com o objetivo de desafogar a Justiça, dando celeridade aos processos ou até mesmo resolvendo os conflitos antes deles ingressarem no Judiciário. Além disso, incentivaríamos nos advogados e nas partes a cultura da conciliação e da mediação, desmistificando a idéia que as pessoas têm que todos os conflitos devem ser resolvidos na Justiça”, destacou Jurema.

“Precisamos de parceiros desse tipo, pois a tendência é que as pessoas conheçam mais os seus direitos e procurem mais o Poder Judiciário, aumentando a quantidade de processos. Com a mediação e a conciliação, a solução dos conflitos é mais simples, rápida e eficaz”, enfatizou a presidente do TJ/AL, desembargadora Elisabeth Carvalho Nascimento.

Para a juíza Fátima Pirauá, coordenadora da Central de Conciliação da Capital, esta parceria não poderia ter sido proposta em um momento melhor. Segundo ela, o “incentivo do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) à conciliação e à mediação entre as parte é fator importante para que possamos investir em projetos e parcerias que facilitem a tramitação processual e beneficie a sociedade”.

O juiz auxiliar da presidência do TJ/AL, Alexandre Lenine, e a superientendente executiva da Associação Comercial, Isabella Bezerra, também participaram do encontro.