O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reclamou, durante a sessão comemorativa dos 15 anos do Plano Real, nesta terça-feira, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nunca fez uma declaração sobre a importância do plano para o seu governo. O tucano, no entanto, afirmou que “reconhece a competência” do governo Lula para manter a estabilidade econômica.

Medindo as palavras para não criar constrangimentos, o ex-presidente alfinetou seu sucessor dizendo que ele manteve parte de seu estilo e modelo econômico.

– Seria injusto se eu dissesse que ele esta apenas surfando na onda do Real. Ele usou, mas não reconheceu. Até agora ele não disse uma palavra de reconhecimento que o Real e de tudo que nós fizemos no meu governo trouxeram para o Brasil. Mas ele fez também a parte dele – afirmou. O ex-presidente também disse que nunca pretendeu agir na oposição como o PT na época de seus mandatos. – Eu não quero ser como o PT foi comigo e dizer que nada serviu. Para começar, ele (Lula) seguiu tudo ou quase tudo que foi de política macroeconômica, então não acho que esteja surfando não, ele também tem a contribuição dele.

Na avaliação do tucano, o país tem problemas, mas apresenta avanços que são fruto de vários governos.

– Acho que o Brasil está avançando, mas não vim para fazer criticas, é como numa corrida que você entrega a faixa de uma equipe para outra equipe até chegar a um resultado melhor – comparou. Fernando Henrique falou também sobre o que espera dos próximos governantes do país. – Eu acho que o futuro que precisamos divisar para o Brasil, como sociedade, é um futuro de mais decência, frugalidade, simplicidade. O mundo mudou muito. Não podemos continuar com tantos vaivéns, com tanta ostentação, desperdício, com tanta miudeza.