O presidente deposto de  Honduras, Manuel Zelaya chegou na manhã de hoje (7) a Washington para encontrar-se com a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, informou a Agência Bolivariana de Notícias (ABN).

“Faltam horas para que o governo tenha que se retirar e restituir o cargo ao presidente legítimo do país” afirmou Zelaya, antes do encontro com Hillary.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em visita oficial a Moscou, exigiu a restituição do cargo ao mandatário legítimo e assegurou que apoia a volta de Zelaya ao poder. “Respeitamos o princípio universal de que as pessoas devem escolher seus próprios líderes, estejamos de acordo com eles ou não” afirmou.

A primeira-dama de Honduras, Xiomara Castro de Zelaya, afirmou que, a partir de agora, vai se incorporar à luta do povo hondurenho pela volta da democracia e da ordem constitucional no país. “O que estamos fazendo é justo. Devemos seguir nos expressando, porque somos todos iguais perante um pequeno grupo que se impõe à força”, afirmou, em apoio às manifestações populares.