Nas últimas 24 horas, choveu 121 milímetros no Recife, o que representa 33% do que costuma chover em todo o mês de julho na cidade, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) registrou dez quedas de barreiras os municípios da Região Metropolitana, nesta segunda-feira (6).

Várias ruas do Recife ficaram alagadas, o que provocou transtornos para os motoristas. Um rio transbordou e inundou a BR-101, na região norte da capital pernambucana. Os motoristas chegaram a ficar quatro horas parados.

Em Olinda (PE), um barranco deslizou e atingiu uma casa. Um homem chegou a ficar preso nos escombros, mas foi resgatado por vizinhos.

Em Abreu e Lima, uma barreira desabou e danificou três casas. Não houve feridos.

A Prefeitura de Abreu e Lima (PE) informou que o município aguarda a liberação de R$ 30 milhões para construir muros de arrimo na cidade. Enquanto o dinheiro não é liberado, são feitas obras emergenciais e são colocadas lonas plásticas nas encostas para evitar deslizamentos.