O vice-presidente da República, José Alencar, deixou no início da manhã desta segunda-feira (6) o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, depois de um quadro de obstrução intestinal que o levou à internação neste sábado (4). De acordo com o último boletim, divulgado às 17h de ontem (domingo, 5), Alencar apresentava boa recuperação e alimentava-se normalmente, com “um bom quadro de saúde geral”.

Sorridente e aparentando bem-estar, o vice-presidente disse que a obstrução intestinal foi um descuido alimentar resultante dos compromissos profissionais, segundo informações da Agência Brasil. “O ritmo de trabalho é muito extenso e, às vezes, a gente exagera”, admitiu Alencar, que exerce interinamente a Presidência em razão da viagem do presidente Lula à França.

Ao deixar o hospital, onde recebeu apenas cuidados clínicos (sem necessidade de cirurgia), José Alencar falou ainda sobre o êxito no tratamento contra o câncer a que se submete desde maio em Houston (EUA). “Parece que o tumor está regredindo, e a luta contra o câncer continua”, disse, ressalvando que os exames ainda são preliminares. Alencar luta contra a doença desde 1997, e já retirou diversos tumores da região do abdômen.

O vice-presidente retorna ainda hoje a Brasília, e retoma à tarde as atividades no Centro Cultural Banco do Brasil (região central da cidade), sede provisória da Presidência da República. O Palácio do Planalto está em reforma há cerca de dois meses, sem previsão de encerramento.