Um juiz diz que o advogado de longa data de Michael Jackson e um amigo do cantor devem tomar conta da herança do popstar.

 



O juiz Mitchell Beckloff, do Tribunal Superior de Los Angeles anunciou a decisão nesta segunda-feira (6). Ele manteve na posição de administradores da herança o advogado John Branca e o executivo da indústria musical John McClain, que foram designados no testamento de 2002 de Jackson.

A mãe do cantor, Katherine Jackson, se candidatou para administrar os bens do filho, mas isso aconteceu antes da divulgação do testamento nomeando Branca e McClain.

Burt Levitch, advogado dela, expressou preocupações sobre a competência para administração financeira dos dois homens. Katherine não compareceu à audiência desta segunda-feira (6).