O ex-secretário norte-americano de Defesa Robert S. McNamara morreu nesta segunda-feira (6) aos 93 anos.

Ele morreu em sua casa, durante o sono, no início da manhã, segundo sua mulher, Diana. Ela disse que ele já tinha problemas de saúde nos últimos tempos.

Conhecido como um político com fixação pela análise estatística, McNamara ocupou o cargo durante a Guerra do Vietnã, nos governos dos presidentes John F. Kennedy e Lyndon B. Johnson, entre 1961 e 1968. Antes, ele era presidente da Ford.Ao assumir, McNamara apoiou o aumento da intervenção militar americana no Vietnã. No entanto, a partir de 1966 tentou frear a campanha de bombardeios, buscando uma saída negociada para o conflito.

McNamara, que durante seu mantado teve de enfrentar a chamada crise dos mísseis em Cuba (1962), a Defesa abandonou o cargo para assumir a presidência do Banco Mundial entre 1968 e 1981.

Ele inspirou o documentário "Sob a névoa da guerra", de Errol Morris, no qual oferece 11 lições que aprendeu em sua carreira, e que foi premiado com um Oscar em 2003.

O filme estabelece um paralelo entre a guerra do Vietnã e a do Iraque, misturando entrevistas do ex-chefe do Pentágono, então com 86 anos, e imagens de arquivo sobre seu papel durante a crise dos mísseis de Cuba, sua presidência na montadora Ford e seus anos na Casa Branca como conselheiro do presidente democrata Lyndon B. Johnson.

Além disso, teve uma bem sucedida carreira empresarial. Antes de se incorporar ao governo de Kennedy, também trabalhou para a Ford sendo o primeiro presidente da Ford Motor Company que não pertencia à família do fundador do grupo.