Após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que não é preciso diploma para exercício da profissão de jornalista, a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, decidiu retificar edital de concurso em andamento e passou a exigir graduação em qualquer área para analista de comunicação social na assessoria de imprensa - clique aqui para ver a retificação.

A Finep foi o primeiro órgão federal a alterar o edital após a decisão do Supremo.

Anteriormente, o concurso - cujas inscrições haviam sido encerradas na segunda-feira (29) - exigia graduação em jornalismo para o cargo. O salário se manteve o mesmo, de R$ 4.834,08.

Por conta da mudança no edital, as inscrições foram reabertas para o período entre 5 e 14 de julho para todos os cargos.

As provas, anteriormente previstas para 26 de julho, foram transferidas para 9 de agosto.

Foi reaberto também período para solicitação de isenção de inscrição entre 6 e 7 de julho conforme critérios do edital original.

Quem se sentir prejudicado pela mudança no edital pode pedir a devolução da taxa de inscrição até 14 de julho.

O concurso é para formação de cadastro de reserva em cargos de nível médio e superior nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

Os aprovados serão chamados conforme o surgimento das vagas durante a validade do concurso, que é de nove meses após a homologação dos resultados, conforme o edital. A validade pode ser prorrogada uma única vez pelo mesmo período.

Os cargos são de analista, que exige nível superior e tem salários entre R$ 4.834,08 a R$ 5.524,66; e técnico, de nível médio que oferece remuneração de R$ 1.325,93 mais gratificação de R$ 106,07.

No nível superior, há cargos que exigem graduação em: qualquer área, administração, biblioteconomia, ciências contábeis, engenharia e arquitetura, economia, engenharia eletrônica, da computação ou de telecomunicações, informática, ciências da computação, análise de sistemas, tecnólogo em Informática, direito e psicologia.

As inscrições serão realizadas de 10h do dia 5 de julho até 23h59 de 14 de julho e custam R$ 50 para nível médio e R$ 70 para superior. Podem ser feitas pela internet no site do Cespe.

Os aprovados terão direito a quinquênio (bônus), auxílio-alimentação, auxílio-refeição, auxílio-transporte, auxílio-creche, auxílio pré-escolar, assistência médica, hospitalar e odontológica, plano de previdência privada (opcional), Programa de Incentivo à Pós-Graduação e Programa de Capacitação em Língua Estrangeira.