Passados os festejos juninos a Prefeitura de Maceió, através da Fundação Municipal de Ação Cultural, retoma o projeto Maceió Viva Cultura. Para comemorar a 10ª edição teremos neste domingo, dia 05, o grupo de blues Barba de Gato, a música instrumental de Felix Baigon e o Coco de Roda Reis do Cangaço, vencedor do campeonato ocorrido no São João de Maceió, como sempre os shows acontecem na praia de Jatiúca, no Posto 7. O projeto chega a sua 10ª edição com grande participação popular e ferramenta de fomento ao segmento da música na capital alagoana.

Felix Baigon:

Iniciou sua carreira como diversos músicos de sua geração: dominando o instrumento de forma autodidata e tocando com os amigos em bares, boates e festivais universitários. Depois de várias temporadas no eixo Rio - São Paulo, de dividir o palco com renomados artistas nacionais e de produzir trabalhos de cantores alagoanos, ele apresenta pela primeira vez, em 30 anos de carreira, um show com as composições que produziu nesse período. No repertório de “Madrugada”, estão canções que dialogam com o Jazz, a Bossa Nova e a música produzida em Alagoas.

Em sua trajetória, Felix Baigon atuou em orquestras como a Orquestra Tabajara, do maestro Severino Araújo, Orquestra Cuba Libre e Rio Jazz Orquestra. Com a Tabajara, fez temporada no Cassino Estoril, em Portugal. No Rio de Janeiro, durante a década de 1980, acompanhou artistas conhecidos nacionalmente, a exemplo de Jamelão, Nelson Gonçalves, Eliana Pitman, Jorge Vercilo, Rita Mansur, Suzy Quintella e fez parte da primeira formação da banda Celebrare. Participou ainda de musicais com os atores Luiz Armando Queirós e Beth Faria.

De volta à Maceió, nos anos 1990, passou a produzir os trabalhos de artistas alagoanos como Leureny, Mácleim, Júnior Almeida, Ricardo Mota, Chico Elpídio, Sóstenes Lima, Lucy Serralvo, Clarice Barreiros, Fernanda Guimarães e Irina Costa. Fora do Brasil, participou da Festa du Suds em Marselha/FR e apresentou-se nas cidades de Aix Provence e Montpelier, com os cantores alagoanos Júnior Almeida e Ricardo Mota. Viajou à Suíça, onde se apresentou no Montreaux Jazz Festival com a Maceió Jazz Orquestra do Maestro Ivanildo Rafael. Participou ainda do IIº encontro de arte e cultura na cidade de Serpa em Portugal, com o cantor baiano Del Yrerê.

Em 2007, voltou a atuar no eixo Rio/São Paulo. Participou do espetáculo Bibi Pop III, com a atriz e cantora Bibi Ferreira, realizando shows em Goiânia, Aracaju e Salvador, e fez parte da banda no espetáculo “Obra Viva de Baden Powell” no SESC Pompéia/SP, tocando com diversos artistas, como Yamandu Costa, Marcel Powell, Duofel, Paula Morelembaun, Dalilla Coult, Chico Pinheiro, Natan Marques e Paulo César Pinheiro.

Barba de Gato:

O grupo Barba de Gato se tornou popular em Maceió tocando vários temas importantes do blues nacional, além das composições próprias como “Barril de Carvalho” e “Mais uma Dose de Solidão”, a banda foi formada em 1997 por Fred Hollanda (gaita, sax e voz) e Daniel Gontijo (guitarra e voz), Felipe Reis (baixo e vocal), Peter Beresford (guitarra, piano e voz) e Thiago Alef (Bateria).

O Viva Cultura é uma ação quinzenal da prefeitura de Maceió que tem investido na estrutura do evento para que o público presente prestigie a cultura local e nossos valores.

SERVIÇO:

Projeto Maceió Viva Cultura

Dia: 05 de Julho, domingo

Local: Posto 7, Jatiúca

Horário: 17h

Atrações: Barba de Gato, Felix Baigon e Coco de Roda Reis do Cangaço.

Gratuito