Uma criança, passageira do Airbus A310 da companhia aérea Yemenia, que caiu esta madrugada perto das Comores, foi encontrada «com vida» pelos socorristas, afirmaram fontes hospitalares locais.

Um médico do hospital El-Maaruf, principal estabelecimento hospitalar da capital das Comores, confirmou que «uma criança foi encontrada com vida. Atualmente está no barco dos socorristas».

A informação foi confirmada pelo coordenador de operações de socorro do Crescente Vermelho.

O Airbus A310-300 da Yemenia despenhou-se durante a madrugada desta terça-feira no Oceano Índico, perto do arquipélago das Comores, com 153 pessoas a bordo, incluindo franceses e comorenses.

Sobre o estado do avião antes do acidente, o governo francês levanta a dúvida.

Dominique Busserô, ministro francês dos Transportes, admitiu que a companhia aérea iémenita tem estado sob a atenção das autoridades, e em 2007 neste mesmo avião foram detectadas números defeitos pela agência francesa para a segurança aeronáutica.

O ministro garantiu que desde então, o avião não regressou a França. Ainda assim, Busserô afirma que a Yemenia Air não está na lista negra, mas está numa outra lista que obriga a um intenso escrutínio.

Este acidente ocorreu menos de um mês depois da queda do Airbus A330 da Air France entre o Brasil e França no Oceano Atlântico, com 228 pessoas a bordo.





O Airbus A310 da companhia Yemenia Air caiu nas proximidades das ilhas Comores, no Oceano Índico, com 153 pessoas a bordo, segundo informação divulgada pela companhia aérea, sendo 142 passageiros e 11 tripulantes.  Os jornais franceses dizem que 66 franceses estariam a bordo.

De acordo com a rede de TV CNN e agências de notícias, o acidente ocorreu no início da madrugada desta terça (hora local, por volta de 17h no horário de Brasília), e teria caído cinco minutos antes de chegar a seu destino. 

Segundo os jornais franceses “Le Monde” e “Le Figaro”, o voo IY 626 partiu de Paris em direção a Moroni, nas ilhas Comores, com conexões em Marselha, na França, e em Sanaa, capital do Iêmen.

Inicialmente, os passageiros embarcaram em um Airbus A330, e na conexão em Sanaa trocaram de aeronave, embarcando em um Airbus A310. Em 31 de maio, um outro Airbus, modelo A330, que partiu do Rio de Janeiro em direção a Paris, caiu sobre o Oceano Atlântico, matando 228 pessoas.

O arquipélago é composto por três pequenas ilhas vulcânicas - Grande Comore Anjouan e Moheli.