O feirante André Leandro da Silva, de 39 anos, que atropelou e matou quatro pessoas e feriu outras três, pagou fiança de R$1,2 mil e deixou a 33ªDP (Realengo) no início da tarde deste domingo. Ele estava com a Carteira Nacional de Habilitação vencida há dois anos. O atropelamento aconteceu, na noite de sábado, quando uma Parati dirigida pelo feirante invadiu a calçada e colheu um grupo de pessoas, durante os preparativos de uma festa de aniversário, com motivos juninos, na Avenida Santa Cruz, em Bangu. 

Morreram na hora do acidente Adalmir do Amaral, de 35 anos, Luciene Lima Vanderlei Cavalcanti, de 24  e Pedro Pontes, de 71. A bebê Emanuele Vitória Silva, de 9 meses, chegou a ser levada para o Hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu e morreu na manhã deste domingo.  Em depoimento à polícia, o motorista, André Leandro da Silva, que chegou a ser autuado em flagrante por homicídio culposo, alegou que levou uma fechada, quando tentava fazer uma curva, o que o teria feito perder controle do veículo.