O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou, em nota de pesar divulgada neste domingo (28), a morte do jurista Goffredo da Silva Telles, de 94 anos, ocorrida no sábado (27) em São Paulo.

Telles foi o autor da “Carta aos Brasileiros”, documento decisivo no processo de abertura política no Brasil.

Na nota divulgada pela Presidência da República, Lula afirma que o jurista "foi um dos mais destacados combatentes pela democracia e pelo Estado de Direito da História do Brasil".

O presidente lembra que Telles Júnior alistou-se como soldado na Revolução Constitucionalista, em 1932, e, em 1946, foi deputado constituinte.

"Durante 45 anos, lecionou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da Universidade de São Paulo, conquistando a admiração de milhares de alunos e discípulos, dando lições não apenas de Direito, mas também de humanismo, generosidade e fé na luta por um mundo mais justo e fraterno."

Professor emérito da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Telles teve um filho com a escritora Lígia Fagundes Telles, que morreu há três anos. Ele também teve uma filha, Olívia, fruto de um segundo casamento.