A Secretaria de Estado da Saúde informa a confirmação de mais um caso de gripe A (H1N1) em Alagoas. A paciente é do sexo feminino, 32 anos, residente em Maceió, que esteve recentemente na Argentina e Uruguai.  Ela apresentou sintomas como febre, tosse seca, dores musculares e nos olhos, cansaço e congestão nasal.

 A paciente foi atendida no Hospital Escola Helvio Auto, onde foi realizada a coleta do exame pelo Lacen (Laboratório Central), que já enviou a Fiocruz. E logo foi iniciado o tratamento terapêutico preconizado pelo Protocolo de Procedimentos para o Manejo de Casos e Contatos de Influenza A (H1N1) do Ministério da Saúde.

 De acordo com a enfermeira plantonista do CIEVS (Centro de Informações de Estratégias em Vigilância de Saúde), Waldinea  Maria da Silva, durante o período provável de transmissão, a paciente teve contato próximo com quatro pessoas, número que pode aumentar após a lista do vôo apresentado pela Anvisa. E logo iniciou o tratamento terapêutico preconizado pelo Protocolo de Procedimentos para o Manejo de Casos e Contatos de Influenza A (H1N1) do Ministério da Saúde.

 Recomendação – O Ministério da Saúde (MS) recomendou hoje (23), que idosos com 60 anos ou mais, crianças com até dois anos de idade e pessoas com baixa imunidade adiem viagens ao Chile e à Argentina para prevenir infecções pelo vírus Influenza A (H1N1).

De acordo com o MS, a recomendação foi definida com base em critérios epidemiológicos, uma vez que há grande número de casos da nova gripe no Brasil de pessoas que voltaram de viagem a esses dois países. Como se trata de uma recomendação, ela pode vir a ser estendida a outros países com quadros semelhantes aos do Chile e da Argentina.

O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) orienta as pessoas que estiveram nestes países e tenham apresentado sintomas da doença entrem em contato como o órgão pelos telefones 08002845415, 3315-2059 ou 8882-9752.  

Nesta terça-feira (23) os secretários de Saúde e Turismo, Herbert Motta e Virgínio Loureiro, respectivamente, estiveram reunidos para desenvolver ações conjuntas, visando reforçar o controle da gripe A em Alagoas. A decisão foi anunciada após reunião está voltada para o início das férias, que aumenta o número de turistas que chegam ou se deslocam para regiões afetadas pelo vírus, como Argentina e Estados Unidos.

“A intenção é desenvolver um trabalho em parceria entre a Sesau, Setur e agências de turismo, reforçando a disseminação de informações sobre a doença, seus sintomas e tratamento. Outra iniciativa é incluir a Setur no Comitê Estadual de Contingência, definindo o papel a ser cumprido nesse contexto pelo novo integrante”, explicou Motta, acrescentando que serão enviados e-mails e material gráfico informativo para as agências de turismos.