Primando pelo desenvolvimento profissional de seus integrantes, o Laboratório de Computação Científica e Visualização da Universidade Federal de Alagoas (LCCV-UFAL) aposta em capacitação profissional dos seus integrantes. Somente no mês de junho cerca de 10 membros do LCCV, entre alunos, pesquisadores e professores; participaram de viagens importantes em prol de seu desenvolvimento profissional.

Cursos

Durante toda esta semana, os integrantes Baltazar Tavares, Diogo Cintra, Fábio Ferreira e Leonardo Viana, participam no Rio de Janeiro de um treinamento realizado pela Intel – Multinacional no ramo de circuitos integrados – com especialistas em ferramentas computacionais da Intel para a melhoria de desempenho de software. O curso, além de trazer novos conhecimentos aos seus participantes possibilitará também um maior auxílio no desenvolvimento de suas atividades no LCCV.

“O que vamos aprender no curso será aplicado nos programas da Rede Galileu. Esses conhecimentos irão viabilizar simulações robustas em um intervalo de tempo menor”, afirma Diogo Cintra.

Mestrado

Visando ampliar a rede de contatos acadêmicos e profissionais, obter novos conhecimentos e divulgar o LCCV e o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Ufal (PPGEC-UFAL), os alunos Clayton Tavares, David Cardoso, Reberth Cavalcante e Romildo Escarpini viajaram na primeira quinzena de junho para o Rio Grande do Sul, onde permanecerão, no mínimo, até o mês de setembro.

A viagem está relacionada ao Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (PROCAD) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que tem como um de seus objetivos promover o intercâmbio de científico do país, neste caso, entre os programas de Pós-Graduação da UFAL e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

“No Rio de Janeiro, vamos pagar duas disciplinas nesse segundo trimestre. A primeira é Mecânica Estrutural Avançada e a segunda é Introdução à Mecânica de Fratura e Teorias de Dano Contínuo. Também pretendemos desenvolver artigos de áreas de interesse das duas Universidades”, ressalta o mestrando Clayton Aquino.

Congressos

A participação do LCCV também está bem representada nos congressos internacionais. Os engenheiros civis, André Dória e Michele Agra participaram de 31 de maio à 5 de junho de um dos maiores congressos da indústria petrolífera, o 28º OMAE (International Conference on Ocean, Offshore and Arctic Engineering), em Honolulu – Havaí (USA), no qual Agra apresentou seu trabalho intitulado Estatística de longo prazo aplicada ao projeto de fadiga e carga extrema de risers de aço, resultado de seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Para Dória, um dos orientadores de Michele, “Foi uma experiência muito interessante e desafiadora. Para nós fica uma grande satisfação de termos participado de um dos mais importantes congressos do setor. Fica também a certeza de que temos muito a aprender e que podemos ir com mais tranquilidade para outros eventos a partir de agora.”

Esta semana Michele Agra também participa do XIX ISOPE (International Offshore and Polar Engineering), que está acontecendo desde domingo (21) e se estende até a sexta-feira (26), no Centro Internacional de Convenções de Osaka, no Japão. O ISOPE 2009 conta com 121 apresentações de trabalho e seis sessões plenárias, selecionados a partir de 940 resumos de 50 países. Neste congresso, Michele irá apresentar o trabalho: Cálculo da resposta extrema de risers de aço.

“Tudo isso só foi possível por causa do apoio do LCCV. Tão importante quanto escrever e mandar o artigo é ir apresentá-lo, pois os organizadores desses congressos não gostam de autores que não vão participar do evento e podem não aceitar mais os trabalhos desses autores em edições futuras. Por isso, a apresentação é muito importante! O OMAE foi muito bem apresentado pela Michele e com certeza o sucesso se repetirá no ISOPE.”, destaca Dória.