Começa na terça-feira (23) o projeto “Samba na tela”, na Galeria Olido (região central de São Paulo), que reúne 16 filmes dedicados a resgatar a memória e os grandes artistas desse gênero musical. “Manifestações mais populares de cultura tendem a cair no esquecimento. E com o samba, de certa forma, isso também acontece. Temos uma memória mais recente, mas o passado, as origens, as coisas mais antigas acabam se perdendo. Nossa intenção é recuperar a memória do samba”, afirma Alex Andrade, programador do Cine Olido. 

O evento será aberto pelo grupo Tias Baianas Paulistas, composto dedse 1997 por senhoras das Velhas Guardas das escolas de samba de São Paulo. Na sequência, será exibido um curta-metragem sobre o grupo, dirigido por Gustavo Mello, Eduardo Piagge e Luiz Ferraz.

Na quarta-feira (24), a partir das 15h, tem início a maratona de longas e curtas-metragens sobre o tema. “Alguns filmes eu já conhecia, mas fizemos uma pesquisa e descobrimos coisas curiosas”, afirma Andrade. Ele destaca a série “Samba à paulista: fragmentos de uma história esquecida”, também de Gustavo Mello, que se dedica a mostrar as raízes do samba paulista.

“São três episódios de um projeto maior, que tenta resgatar vários aspectos do samba. Começa com os primeiros registros do samba, uma coisa mais caipira, que mostra as perspectivas iniciais do samba. O segundo capítulo retrata a rivalidade entre a Vai-Vai e a Camisa Verde e Branco, duas da mais tradicionais escolas de São Paulo. E o terceiro se foca na produção musical, no passado e no frente”, conta o programador.

“Geraldo Filme”, mistura de documentário e ficção, resgata a história do compositor paulista homônimo. Tem Leonardo Medeiros (de “Budapeste”) como um jornalista que quer recuperar a história do samba, e traz imagens documentais raras.

Chegando ao Rio de Janeiro, o destaque fica por conta do curta-metragem “Com que roupa?”, de Ricardo van Steen. “O filme conta a história dessa música de Noel Rosa e pode ser considerado um prelúdio para o filme lançado mais tarde sobre ele, pelo mesmo diretor”, explica Andrade, referindo-se a “Noel – Poeta da Vila”, longa-metragem com Camila Pitanga.

Está na programação também “O mistério do samba”, filme de Carolina Jabor e Lula Buarque de Holanda, roteirizado e conduzido por Marisa Monte, sobre a Velha Guarda da Portela –com depoimentos de Paulinho da Viola, Zeca Pagodinho e figuras lendárias da tradicional escola de samba carioca.

Seguindo a viagem, “Samba Riachão” aponta suas câmeras para o compositor baiano. “Quando se pensa em axé, o filme mostra que na Bahia também tem movimento muito forte de samba”, encerra o programador.

"Samba na tela" 

Cine Olido - Avenida São João, 473,  tel (11) 3331-8399.

ingresso: R$ 1

Confira a programação completa aqui.