Uma palestra sobre o vírus H1N1-A foi proferida pela médica Luciana Pacheco, gerente-geral do Hospital Escola Dr. Helvio Auto, unidade hospitalar da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal).

A palestra aconteceu na sexta-feira pela manhã, dia 19, com o objetivo de capacitar os servidores do hospital, uma vez que o Helvio Auto é referência em Alagoas no atendimento e tratamento de pacientes suspeitos de estarem contaminados pelo vírus H1N1-A.

Com explicações técnicas e detalhadas, a palestra serviu para que os servidores conhecessem melhor e tirassem suas dúvidas sobre as novas normas do protocolo de procedimento e atendimento, manuseio correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como ocorre a transmissão, sintomas, manifestações mais comuns da gripe, período de transmissão, plano de controle, precauções de contato com o paciente suspeito.

“É preciso capacitar diariamente nossos servidores, informá-los sobre quais as medidas corretas de prevenção e controle, pois muitos lidam diretamente com o paciente suspeito de estar com o H1N1-A e que chega ao Helvio Auto em busca de atendimento”, ressalta Luciana Pacheco.

Atualmente, o Ministério da Saúde preconiza que, no caso de suspeita, o paciente que não apresentar quadro clínico grave dos sintomas da gripe, deve ser feito o exame de secreção da orofaringe (nariz e boca) além do exame de sangue, feitos pelo Lacen em Alagoas. Neste caso, a internação é domiciliar. Apenas nos casos de pacientes imunocomprometidos graves deve haver internação hospitalar.