A Secretaria de Estado da Defesa Social de Alagoas (SDS) recebeu do Ministério da Justiça, os certificados dos agentes de segurança pública do Estado que foram aprovados durante o Curso de Instrutor da Pistola Taser, ocorrido no período de 9 a 13 de fevereiro deste ano, em Brasília-DF. O curso consistiu em aulas teóricas e práticas, promovidas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), na Academia de Polícia Militar de Brasília.

Durante o curso, os policiais civis e militares alagoanos foram treinados para serem multiplicadores da Pistola Taser. Além de serem apresentados à tecnologia que produz a arma, eles conheceram também o funcionamento do armamento, seus componentes de registro de dados, cartuchos, e ainda realizaram aplicação tática do armamento em diversas pistas de combate.

Após os alunos serem submetidos a uma avaliação teórica, e uma prática, eles tiveram que ministrar uma aula sobre todos os tópicos abordados durante o curso para uma banca examinadora, para comprovarem o conhecimento adquirido durante o treinamento.

Segundo o secretário Paulo Rubim, este curso foi de extrema importância para a liberação do uso da arma pelos policiais no Estado, já que Alagoas possui em seu aparelhamento 100 pistolas Taser, modelo M26, e cartuchos em seus diversos tipos.

“Esses agentes que agora foram certificados serão multiplicadores do conhecimento do uso da pistola Taser em suas corporações, eles agora terão a responsabilidade de transmitir todo o conhecimento adquirido durante o curso, para seus companheiros de trabalho, tornando-os policias qualificados e aptos a utilizar a pistola Taser durante as rondas policiais”, afirmou Rubim.

Além de Alagoas, o curso que teve a coordenação geral de treinamento e capacitação do departamento da Força Nacional, e contou com a participação de policiais civis e militares de outros 18 estados, todos integrantes do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

O armamento - O Taser é uma arma não-letal de pressão por gás comprimido, que dispara dardos com alcance de até 10,6 metros. O cartucho ao atingir o oponente, emite “ondas T”, com ação direta sobre o sistema nervoso sensorial e motor do oponente, de forma que o paralisa, reduzindo ao máximo possível qualquer possibilidade de dano físico em decorrência da ação da mesma, criando um espaço de tempo que permite ao policial mobilizar o criminoso.

A arma permite ao operador o controle total do tempo do disparo, podendo o tempo do disparo ser continuamente prolongado sem intervalo ou instantaneamente interrompido e o seu cartucho é propelido por nitrogênio - substância não-contaminante, não-tóxica, não-inflamável, não-poluente e não-explosiva.

Os concluintes, conforme abaixo discriminado, devem se dirigir à Assessoria Integrada de Comunicação Social, que funciona na sala 301, do 3º andar da SDS, para receber o seu certificado. A assessoria funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Alunos Concluintes:

Cap PM José Cícero da Silva
1º Ten PM Maykel Anderson Gomes de Araújo
1º Ten PM Silvio César da Silva Nunes
1º Ten PM Savile Silva de Souza
1º Ten PM Silvio José Lúcio e Silva
1º Ten PM Verisson Husllan da Hora Rocha
2º Ten PM Helquias Alisson Santos Pereira
2º Ten PM Marcelo da Silva
ASP OF PM Álvaro Brandão Ricart
APC Antônio Marcos Feitosa Padilha
APC Anderson Tenório Costa