Em negociação com o governo de Pernambuco, a administração de Alagoas está a poucos passos de firmar convênio que trará o sistema de gestão governamental, SG.Net, para o Estado. Na última segunda-feira (15), técnicos do Instituto de Tecnologia em Informática e Informação de Alagoas (Itec) e da Secretaria de Gestão Pública (Segesp) se reuniram com a equipe da Agência de Tecnologia da Informação de Pernambuco (ATI/PE) para discutir a parceria.

No encontro, os agentes elaboraram a minuta de convênio, que começará a tramitar pelas instâncias administrativas e jurídicas do governo de Alagoas, para depois ser encaminhada a Pernambuco. Discutiram sobre um projeto de cooperação, manutenção e melhoria do sistema para atender às áreas administrativas dos dois estados.

De acordo com o diretor de Tecnologia da Informação do Itec, Thiago Ávila, Alagoas receberá um sistema moderno e que já está praticamente pronto para ser implantado, e Pernambuco se beneficiará com a parceria à medida que o Estado trouxer suas contribuições para o SG.Net.

“Em pouco tempo a administração pública em meio digital passará a ser uma realidade em Alagoas. O investimento em manutenção e melhoria do sistema será muito baixo, pois os esforços serão divididos com o governo de Pernambuco”, explica o diretor.

Segundo o diretor-presidente do Itec, Luiz Eugenio Barroca, o SG.Net ainda será apresentado e avaliado pelo governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho, e passará por processo de tramitação. “Há extrema necessidade de que sejam implantados sistemas de gestão governamental no Estado, porém, devido aos trâmites burocráticos, não há como prever a data efetiva da implantação do sistema em Alagoas”, conclui Eugenio.

Sistema de Gestão

O SG.Net é um sistema de gestão governamental, integrado e monitorado via web, distribuído em módulos capazes de gerir setores como almoxarifado, recursos humanos, jurídico, administrativo, de material e patrimônio.

Os softwares de gestão prevêem uma melhoria nos procedimentos da área meio do governo dando maior segurança e transparência na administração da frota, dos contratos e convênios, dos consumos de energia, água e telefone, dos processos, bens patrimoniais e até dos funcionários.