CadaMinuto - Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Prefeito Cícero Almeida

A decisão da 14ª Vara Cível da Fazenda Municipal – juíza Soraya Maranhão – determinou que o contrato com as empresas Viva Ambiental e Limpel – recentemente aditados em prazo pelo prefeito de Maceió, Cícero Almeida (PP) – fosse reduzido a meses, numa forma de pressionar uma licitação que – desde 2006, segundo Marcos Rômulo – o prefeito sabia que já deveria ter feito. Para a Justiça, em 2012, tudo tem que ser resolvido.

O assunto coleta de lixo em Maceió já foi alvo de investigação, ação e denúncia do Ministério Público Estadual e aponta o prefeito como um dos beneficiários de uma suposta fraude de licitação que teria causado o prejuízo de R$ 200 milhões aos cofres públicos. Até o próximo ano, a coleta de lixo em Maceió já deve estar licitada.

A Prefeitura Municipal já realizou uma audiência pública. Estima-se – segundo a minuta do contrato – que sejam pagos mais de R$ 470 milhões – em 60 meses – as empresas vencedoras ,já que a cidade é dividida em dois lotes para o processo licitatório. Outros serviços também constam na licitação. Todos ligados à limpeza da cidade e de responsabilidade da Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (SLUM).
 

Estou no twitter: @lulavilar