O clima em São Luiz do Quitunde deve esquentar em 2012. O final de semana foi de reuniões do grupo que é oposição ao atual prefeito Cícero Cavalcante (PMDB) – que por sua vez pretende disputar uma vaga na Câmara Municipal de Maceió, mas costura também um nome para a disputa da Prefeitura da cidade interiorana.

Quem lidera a oposição – o que não é novidade – é Jean Cordeiro (PP). A estratégia de Cordeiro depende ainda da decisão judicial em relação à permanência ou não de Cavalcante no poder, já que há uma questão em subjudice. Jean Cordeiro pretende disputar a Prefeitura Municipal de São Luiz do Quitunde.

Em 2008 ele ganhou nas urnas, mas foi retirado da cadeira por decisão judicial. A situação se complicou tanto por aquelas bandas, que até o presidente da Câmara Municipal de São Luiz do Quitunde, Júnior Pedro (PR), chegou a assumir a administração por oito meses. Jean Cordeiro busca o apoio do vereador.

De acordo com Cordeiro, o grupo de oposição lançará candidato, que pode ser ele – ou, a depender das futuras decisões judiciais – o seu pai, João Cordeiro, que também é pré-candidato na Barra de Santo Antônio. Uma confusão daquelas, bem costumeiras no interior do Estado de Alagoas.

Júnior Pedro não descarta a aliança com Jean Cordeiro e o grupo do rival de Cavalcante, mas manda um recado: só dá para fechar acordo caso ele mesmo – o Júnior Pedro – seja candidato à Prefeitura Municipal. O vereador diz que os oito meses que esteve à frente da administração o credencia. Enquanto isto, Cícero Cavalcante é o principal nome do PMDB para uma vaga do “parlamento-mirim” maceioense, por fruto da emenda dos “vereadores nômades”.
 

Estou no twitter: @lulavilar