Gilca Cinara Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado Givaldo Carimbão

O deputado federal Givaldo Carimbão (PSB) analisou as movimentações dos possíveis adversários na disputa pela prefeitura municipal, em 2012. Os últimos dias foram de encontros e reuniões entre “prefeitáveis”, além de declarações importantes entre aqueles que buscam uma chance no pleito.

Houve encontro recente entre o deputado Maurício Quintella (PR) e o presidente da Câmara Municipal de Maceió, Galba Novaes (PRB); entre o senador Renan Calheiros (PMDB) e os nomes do PTdoB; declarações do deputado federal Rui Palmeira (PSDB), enfim...Carimbão diz que independente do que acontece nos bastidores, segue com sua candidatura firme, com a tentativa de construir a aliança mais ampla possível.

Em outras palavras, Carimbão quer ser o candidato do consenso que alie de um mesmo lado Renan Calheiros, o senador Fernando Collor de Mello (PTB), o prefeito Cícero Almeida (PP) e o governador de Alagoas, Teotonio Vilela (PSDB), além de uma série de partidos. No atual cenário, praticamente impossível, para aquele que já disse ter “certeza de que será o prefeito de Maceió, em 2012”, ao usar o dom da profecia...

Quanto às movimentações dos futuros adversários: “legítimo e democrático”, destaca o parlamentar.

Mas, Carimbão diz: “eu continuo trabalhando junto a bases e à cúpula para conseguir a aliança maior possível em torno do meu nome”. Com o passar do tempo, o discurso foi ficando mais cauteloso. “Estive viajando como relator do projeto nacional de políticas de combate às drogas, mas tenho estado informado das conversas que estão em andamento e acho legítimo e democrático que elas aconteçam. Todos estes partidos possuem bons nomes e cabe trabalhar agora para conseguir alianças”.

Para o deputado federal, o PSDB tem candidatos fortes como Rui Palmeira e o secretário de estado de Infratestrutura, Marco Fireman. “É natural que eles sejam postos. Mas, tenho conversado com o governador. É importante que os partidos tenham seus nomes, assim como há uma unidade dentro do PSB, que é a de se ter um candidato à Prefeitura Municipal e este sou eu”.

No dia de ontem, 20, Carimbão esteve reunido com o prefeito de Maceió, Cícero Almeida (PP), para também discutir possível apoio. Ele diz que a “conversa foi boa”, mas não entra em detalhes. Almeida caminha no grupo de Renan Calheiros. O chefe do Executivo municipal diz ter gratidão pelo senador que ficou ao seu lado e externou apoio em época de crise. “Dialogamos durante 30 minutos”, complementa Carimbão.

“Também conversei com Renan Calheiros. Pelo que percebi, o PMDB pode ter candidato próprio ou vir a apoiar alguém. O quadro não está definido. Aparecerão vários nomes. Evidente que eles começam a aparecer, mas com o processo em andamento vai se afunilando em função dos entendimentos e temos que construir a possibilidade de alianças. É conversar com os partidos e fazer parte destas composições. Conversei até com o vice-governador José Thomaz Nonô (Democratas), que tem o Jefferson Morais como possível candidato. Conversei com Maurício Quintella (PR), que também tem predisposição”, destacou o parlamentar do PSB.

E assim, Carimbão tenta se ‘manter na fita’, como dizem por aí...

Estou no twitter: @lulavilar