Cada Minuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O deputado estadual João Henrique Caldas, o JHC (PTN), foi à Justiça contra o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas, Fernando Toledo (PSDB), por conta do desrespeito – conforme o próprio JHC – das regras da proporcionalidade na composição das comissões da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas.

De acordo com o deputado do PTN, há um desrespeito às minorias. Este blogueiro conversou com JHC por telefone. Ele diz que o presidente – em outras palavras – decidiu a composição das principais comissões da Casa de Tavares Bastos ferindo o Regimento Interno da própria Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas, impedindo a ocupação de espaços por deputados estaduais que fazem parte do bloco das minorias.

João Henrique Caldas já entrou com um mandado de segurança contra a Mesa Diretora da Casa de Tavares Bastos, agora, uma sequência do fato. JHC já reclamou também das atitudes da presidência em relação às indicações dos deputados estaduais que eram engavetadas. Assunto tratado por este blog.

O deputado do PTN confirma que na época da formação das composições solicitou fazer parte da Comissão de Meio Ambiente, ou Constituição e Justiça, ou Orçamento e Finanças. JHC é suplente na Comissão de Direitos Humanos. “É uma comissão importante, mas – por regimento – deveriam ser respeitadas as regras de proporcionalidades e o partido havia feito indicações. Fui preterido”, destaca.

Esta é a segunda confusão envolvendo a Mesa Diretora e a composição das comissões da Casa. A primeira colocou em campos opostos o deputado Fernando Toledo e Antônio Albuquerque (PTdoB) na briga pela Constituição e Justiça. Levou a melhor um terceiro personagem: Marquinhos Madeira (PT).

Estou no twitter: @lulavilar