Maranhão autoriza prorrogação de concurso da PM por um ano

  • 31/03/2009 01:55
  • Brasil/Mundo

O governador José Maranhão autorizou a prorrogação do concurso da Polícia Militar, cuja validade seria encerrada no mês de abril, e informou que está estudando ampliar os quadros da Polícia Civil. A prorrogação vai beneficiar os 300 candidatos suplentes que foram classificados e aguardam para assumir as vagas. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, dia 30, durante a solenidade de abertura do ano letivo do Centro de Educação da PM 2009, no Teatro Paulo Pontes, no Espaço Cultural.

“Nós vamos precisar desses quadros recém aprovados com concurso público. E, com relação a Policia Civil, estamos estudando ampliar seus quadros, porque hoje um dos maiores desafios de qualquer governo é enfrentar o problema da segurança com eficiência e com competência. Somente através deste caminho poderemos oferecer aos cidadãos a tranqüilidade de caminharem livremente nas ruas de qualquer [WINDOWS-1252?]cidade”, comentou.

O concurso da Polícia Militar foi feito em junho do ano passado e ofereceu mil vagas. Os aprovados e classificados começam nesta terça-feira (31) o Curso de Formação de Soldado (CFS). Os cursos acontecem simultaneamente nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Patos e Cajazeiras.
O governador informou que serão feitas melhorias nas condições de serviços e nos equipamentos (viaturas, armamentos, comunicação e tecnologia) utilizados pelos policiais, além de aumentar o número de batalhões em todo o Estado.

A solenidade contou com a presença do comandante geral da Polícia Militar, coronel Marcos Antônio Jácome Soares de Carvalho, autoridades militares, alunos que integram os cursos de formação e seus familiares. Na ocasião, foi feita uma demonstração do trabalho realizado pelos policiais para garantir a segurança da sociedade. Uma simulação de seqüestro com reféns, seguindo com a negociação e a libertação das vítimas.

O Centro de Educação da Polícia Militar oferece cinco cursos de formação: Curso de Especialização em Gestão de Segurança Pública (período de 10 meses); Curso de Formação de Oficiais (período de três anos); Curso de Habilitação de Sargentos (período de três meses); Curso de Habilitação de Cabos (período de três meses) e o Curso de Formação de Soldados (período de 09 meses). São ministrados por uma equipe de 130 professores que realizam aulas teóricas e práticas para 600 alunos na instituição.  O ano letivo militar já foram abertos nas cidades de Guarabira (4º BPM) e Campina Grande (2º BPM).